Publicado em: 22/04/2014

Top Ten da Expovinis 2014

 

Foi divulgada, hoje, a lista dos Top Ten - os 10 melhores vinhos da Expovinis 2014. Vamos a eles:
Espumante Nacional:Grand Legado Brut Champenoise| vinícola Gran Legado | região de Garibaldi/RS

Espumante Importado:Champagne Lanson Brut | produtor Lanson | França
Branco Nacional:Pericó Vigneto Sauvignon Blanc | Vinícola Pericó | Santa Catarina
Branco Importado:Boschendal Elgin Chardonnay | produtor Boschendal | África do Sul
Rosado:Remy Pannier Rose D’Anjou| produtor Ackerman | Vale do Loire | França
Tinto Nacional:Guatambu Rastros do Pampa Tannat | Guatambu Estância do Vinho | região da Campanha Gaúcha
Tinto Novo Mundo:Casillero del Diablo Devil’s Collection | Viña Concha y Toro | Vale do Rapel, Chile
Tinto Velho Mundo/Itália/França, entre outros:Le Vigne Di Sammarco Solemnis |Primitivo Salento IGP| produtor Le Vigne di Sammarco |região da Puglia | Itália
Tinto Velho Mundo/Península Ibérica:Scala Coeli | da Adega Alentejana| região do Alentejo | Portugal
Fortificados e Doces:Andresen Porto White 10 Years | Produtor Andresen| região do Douro | Portugal

 

 

Publicado em: 22/04/2014

Na Enoteca Decanter

 

Publicado em: 22/04/2014

Vinhos para sempre

 

O site Wine-Searcher publicou a lista dos sete “vinhos para sempre”. O título, sempre discutível, é amparado nas contas feitas pelo site, que compilou mais de 1,5 milhões de avaliações de dezenas de críticos. Só sete conseguem uma média superior a 99 pontos. E só um não nasceu em França.

A lista é encabeçada por dois néctares franceses - Château d'Yquem 1811 e E. Guigal Côte Rôtie La Mouline 1978, Rhône - que atingiram a perfeição dos 100 pontos de média. Seguem-se outros cinco com 99 pontos: o português Quinta do Noval Nacional Vintage Port de 1963 (único fora da França), os franceses Château Lafleur 1950, Pomerol; Paul Jaboulet Ainé Hermitage La Chapelle 1961, Rhône; Krug Clos du Mesnil Blanc de Blancs Brut 1979, Champagne; e Domaine Jean-Louis Chave Ermitage Cuvée Cathelin 2003, Rhône.

No artigo da Wine-Searcher, assinado por Rebecca Gibb, não deixa de ser feita uma ressalva obrigatória: a perfeiçãotem preço. O mais barato dos vinhos constantes da tabela, o Domaine Jean-Louis Chave Ermitage Cuvée Cathelin 2003, está à venda nos EUA por 2789 Dólares a garrafa, mais IVA. Quanto ao mais caro, o Château d'Yquem 1811, nem se encontra no mercado, mas um apreciador garante ter pago 120.000 Dólares  por uma garrafa. O Quinta do Noval Nacional Vintage de 1963 atinge um preço médio de 5606 Dólares no mercado norte-americano e está à venda em Portugal por preços que superam os 4500 Euros.

O artigo do Wine-Searcher (disponível em http://www.wine-searcher.com/m/2014/02/the-greatest-wines-of-all-time-) explica ainda que nomes míticos como o Château Latour de 1961 (quatro vezes classificado com nota 100) e o Château Margaux 2000 (três notas 100) não conseguiram integrar a lista dos melhores porque a sua média foi prejudicada por avaliações mais baixas.

 

 

Publicado em: 21/04/2014

Portugal na ExpoVinis

 

A Expovinis Brasil, que começa amanhã e vai até o dia 24 em São Paulo, volta a ser o palco da promoção dos vinhos portugueses no mercado brasileiro.

Com o enfoque na educação, no espaço da ViniPortugal serão organizados vários Seminários sobre a diversidade dos Vinhos de Portugal, orientados para a formação do trade e consumidor, com o envolvimento de todas as entidades portuguesas presentes.

Com mais de 19.000 visitantes de vários continentes a Expovinis constitui uma importante montra para divulgação dos Vinhos de Portugal, que procuram reforçar conhecimento e notoriedade neste mercado.

Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, afirma que "O novo formato da presença da ViniPortugal nesta edição da Expovinis reflete a notoriedade dos nossos vinhos e uma promoção que passa a estar centrada na educação."

"Ao longo de 2014 a ViniPortugal promoverá várias ações de promoção dos vinhos portugueses, pois é muito importante reforçar o nosso posicionamento neste mercado, no qual Portugal balança entre a 3ª e a 4ª posição enquanto fornecedor de vinho. Com muito mérito os produtores conseguiram conquistar um preço médio alto para os seus vinhos e uma conotação muito positiva" , destaca.

 

 

Publicado em: 21/04/2014

Cidade das Civilizações do Vinho, em Bordeaux

 

O projeto «Cidade das Civilizações do Vinho», em Bordeaux, vai custar 63 milhões de Euros e será viabilizado com recursos da União Européia com o objetivo de incentivar e fortalecer a cultura vitivinícola em França. A inauguração está prevista para 2016. A idéia começou a tomar forma em 2008 e começou a ser construída graças aos 77% do financiamento viabilizados pela União Européia. A Câmara de Bordeaux e o governo francês também ajudaram com o orçamento do projeto, mas a sua finalização deve ser com recursos do setor privado.
A equipe responsável pelo projeto avalia que aproximadamente 450 mil pessoas visitem a cidade do vinho anualmente, sendo que destes 20% serão estrangeiros. Além disso, o projeto prevê a realização de duas grandes exposições a cada ano, bem como diversos eventos artísticos, científicos e culturais relacionados com o vinho.

A Cidade do Vinho deverá ter um auditório com 250 lugares, um salão de leitura e seis salas para eventos especiais. E para que seja possível a visita completa pelo complexo, os arquitetos calculam aproximadamente três horas de visita, tempo mais do que suficiente para que os visitantes vivam todas as experiências sensoriais da degustação de vinho.

Publicado em: 21/04/2014

Cameron compra vinícola no Canadá

 

O diretor de cinema James Cameron tornou-se a mais nova celebridade a investir no mundo do vinho Comprou a propriedade Beaufort Estate Winery, no vale de Compox, Vancouver, Canadá, por uma quantia estimada em 2,7 milhões de Dólares.  
Cameron contratou uma agência de consultoria para ajudá-lo com a aquisição da propriedade. «Fizemos um estudo aprofundado da região e da propriedade. Foi um desafio, porque esta não é uma região com tradição vitivinícola», afirmou.
De acordo com o gestor da propriedade, Mark Timmermans, o terreno adquirido pelo diretor de cinema tem 84 hectares, estando seis já plantados. Ainda segundo Timmermans, James Cameron cresceu  trabalhando na propriedade do seu avô, no Canadá, e por isso tem o desejo de cultivar de forma orgânica e sustentável. Cameron não é o primeiro diretor de cinema a investir parte de sua fortuna em vinhos. Antes dele, Francis Ford Coppola,  já estava neste negócio e hoje possui uma das adegas mais famosas da Califórnia.

Publicado em: 21/04/2014

Finca La Linda Malbec /Syrah 2011

 

Finca La Linda Malbec /Syrah 2011

Uva: 40% Malbec, 40% Syrah e 20% Merlot

Amadurecimento: 6-8 meses em barricas de carvalho francês e americano

Teor Alcóolico: 14%

País: Argentina

Região: Luján de Cuyo

Vinícola: Luigi Bosca

Preço: R$ 64,00, na Enoteca Decanter Rio Preto (R$ 42,00 para os membros do Bekaa Wine Club).

A coloração é de um vermelho rubi brilhante, com boa transparência. Os aromas mostram frutas vermelhas (cereja, amora, ameixa e morango),com algo de tostado e baunilha. Na boca apresenta um médio corpo, frescor, média acidez e taninos macios,bem integrados. Bom final frutado, com o toque do tostado.

Avaliação: 88/100 Pontos

Observação:  Finca La Linda é a linha de entrada da bodega Luigi Bosca, famosa pelos seus Malbec aromáticos e suculentos. Um vinho agradável com ótimo custo/qualidade. Obteve 87 Pontos de Parker.

 

 

Publicado em: 21/04/2014

Viña Collada 2010

 

Viña Collada 2008

Uva: 93% Tempranillo, 5% Graciano e 2% Mazuelo

Amadurecimento: 6meses em carvalho americano

Teor Alcóolico: 13%

País: Espanha

Região: Rioja Alavesa

Vinícola: Herederos Del Marqués de Riscal

Preço: R$ 59,00, na Bekaa Delicatessen (R$ 43,00 para os membros do Bekaa Wine Club)

A coloração é de um granada vivo, com halos mais claros. Os aromas mostram frutas vermelhas, toques florais, notas de cânfora,  chocolate e algo de licor. Na boca apresenta um médio corpo, com taninos leves e bem integrado ao frutado e acidez equilibrada. Final longo, levemente apimentado e amadeirado.

Avaliação: 87/100 Pontos

Observação: um vinho gastronômico,elaborado para o mercado brasileiro. Sem negar as raízes espanholas e mantendo características de vinhos do dia a dia de Rioja, o carvalho americano dá um toque amadeirado ao paladar lembrando vinhos da América do Sul.Bom custo/qualidade.

 

 

Publicado em: 20/04/2014

Ramirana Reserva Syrah 2011

 

Ramirana Reserva Syrah 2011

Uva: 100% Syrah

Amadurecimento: 80% do vinho em carvalho francês por um período de 10 meses, permanecendo 6 meses em garrafas antes da comercialização

Teor Alcóolico: 13,5%

País: Chile

Região: Valle do Maipo

Vinícola: Viña Ventisquero

Preço: R$ 61,00, na Bekaa Delicatessen (R$ 45,00 para os membros do Bekaa Wine Club)

A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram amora, mírtilo, cereja, notas de pimenta, toques herbáceos, baunilha e chocolate. Na boca as sensações do olfato se repetem, num bom corpo, taninos macios e bem integrados, com acidez pontual. Bom final frutado com chocolate.

Avaliação: 87/100 Pontos

Observação: um vinho gastronômico, com boa relação custo/qualidade

 

Publicado em: 19/04/2014

Colomé Reserva Malbec 2008

 

Colomé Reserva Malbec 2008

Uva: 90% Malbec e 10% Cabernet Sauvignon, a partir de vinhas antigas de Malbec, 60 - a 150 anos de idade, vinhas pré-filoxéricas.

Amadurecimento: 24 meses em carvalho francês novas e mais 12 meses em garrafas antes da comercialização

Teor Alcóolico: 15,9%

País: Argentina

Região: Salta

Vinícola: Colomé

Preço: R$ 339,70, na Enoteca Decanter Rio Preto

A coloração é de um púrpura intenso com muito brilho. Os aromas são complexos e intensos, com frutas negras maduras, alcatrão, especiarias e toques balsâmicos quentes. Na boca apresenta um corpo potente, com taninos exuberantes, bem integrados, repetindo as sensações do olfato. O alto teor alcoólico se integra oferecendo potência. Um longo final com frutas negras se mostrando.  

Avaliação: 94/100 Pontos

Observação: um vinho exuberante.Obteve 95 Pontos de Parker, que disse:”É com certeza um dos mais nobres vinhos já elaborado no novo mundo”. 

Per Bacco. Todos os direitos reservados.2014