Publicado em: 24/10/2014

Roquevale Estepe

 

Antônio Alfredo Gomes dos Santos, produtor de vinho na região de Torres Vedras, Estremadura, em 1970, adquiriu na região do Redondo, a Herdade da Madeira Nova de Cima e o Monte Branco. Durante vários anos as uvas foram entregues numa Adega Cooperativa. Em 1983, por iniciativa do genro de Gomes dos Santos, Carlos Roque do Vale, foi criada a Roquevale. Seis anos mais tarde foi construída uma adega no meio das vinhas do Monte Branco, no concelho de Redondo, Alentejo, e em 1989 iniciou-se a produção de vinho com marca própria (TERRAS de XISTO, TINTO da TALHA e REDONDO).  Após um período de arranque onde a empresa recorreu a enólogos exteriores de prestígio, em 1996, Joana Roque do Vale, herdeira da experiência de 3 gerações de produtores de vinhos, torna-se a enóloga responsável pelos vinhos da empresa.Desde então criou um conjunto de vinhos de gama superior sob a marca ROQUEVALE  e TINTO da TALHA GRANDE ESCOLHA.

Roquevale Estepe

Produtor:  Roquevale

País:  Portugal

Região:  Alentejo

Uva:  Castelão, Aragonez, Trincadeira e Moreto

Amadurecimento:  sem passagem por carvalho

Teor Alcóolico:  13%

Cor:  a coloração é de um rubi brilhante com halos violáceos.

Aroma:  os aromas são de pouca intensidade, mostrando frutas vermelhas, toques herbáceos e leve especiarias

Sabor:  na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios e bem integrados.  Leve adstrigência e acidez pontual.

Final:  médio com o frutado se mostrando

Avaliação:  86/100 Pontos

Preço R$ 12,00, no Makro Speciale

Observaçãoum vinho gastronômico, sem compromisso, de ótimo custo/qualidade

Publicado em: 24/10/2014

Amanhã na Bekaa

 

Publicado em: 23/10/2014

Os vinhos da França

 

Vamos aos vinhos degustados na Confraria do Vinho de São José do Rio Preto.

01 - Emmanuel Reynaud  (sobrinho do falecido Jacques Reynaud)  é o proprietário do Château des Tours, bem como o produtor no Chateau Rayas e Fonsalette desde 1997. Seus vinhos são sempre complexos, aromáticas que nunca possuem muita cor, mas oferecem, texturas encorpadas bem como a abundância de personalidade. São 40 hectares de vinhedos localizados na orla da região do vinho Provence Alpes Côte d’Azur.

Château des Tours Vacqueiras Reserve 2004 – elaborado nos mesmos moldes do mítico Châteauneuf du Pape do Château Rayas, a partir das castas Grenache, Cinsault, Syrah, Merlot e Counoise. Teor Alcoólico de 15%. A coloração é de um rubi médio, com muito brilho. Os aromas mostram framboesa, licor de kirsch, especiarias e toques florais. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos firmes,  e um interessante toque de rusticidade, repetindo as sensações do olfato. Bom final com o licor se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 320,27, na Mistral.

02 – O Château Larrivet Haut-Brion fica no coração do Pessac-Léognan, a 15 km de Bordeaux. O imóvel é composto de 90 hectares  sendo  72,5 hectares de vinha. Das tintas,  Merlot (55%), Cabernet Sauvignon (40%) e Cabernet Franc (5%) e das brancas Sauvignon (60%) e Semillon (40 %). A idade média das vinhas é de 25 anos para as tintas e 20 para as brancas.  Em 1987, a família Gervoson, donos da empresa de alimentos ”Andros”, comprou a propriedade, que, com a orientação de Michel Rolland , passou por completa renovação e ampliação. Lemoine de Bruno, enólogo e ex-Montrose, assumiu o controle operacional em 2007.

Château Larrivet Haut-Brion 2009 – elaborado com 35% de Merlot e 65% de Cabernet Sauvignon, com passagem de 16-18 meses em barricas de carvalho (50% novo). Teor Alcoólico de 14%.A coloração é de um vermelho escuro, quase negro, com muito brilho. Os aromas mostram complexidade com frutas negras (cassis, amora), tostado, tabaco, leve floral e toque mineral. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos macios e bem integrados ao frutado. Leve adstringência e adocicado. Um longo final onde a fruta prevalece, com leve madeira, Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 336,40, na Mistral.

03 – O Château Lagrange Pomerol é uma das prestigiosas propriedades de Jean-Pierre-Moueix, dono do mítico Château Pétrus. Localiazado no famoso platô de Pomerol, ao lado da histórica igreja, é um vinho famoso por sua concentração e potência, sem deixar de ostentar o toque sedoso dos melhores vinhos da margem direita.

Château Lagrange Pomerol 2009 – elaborado com 95% de Merlot e 5% de CabernetFranc, com passagem de 18 meses em barricas de carvalho (50% novo). Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi intenso, com reflexos granada e muito brilho. Os aromas mostram complexidade com cereja, amora, framboesa, ameixa, notas tostadas e de madeira, com um toque de alcaçuz. Na boca apresenta um bom volume e estrutura, com taninos vigorosos e bem equilibrados com a fruta, a acidez fresca e o álcool. Leve toque mineral que permanece no longo final frutado.  Um vinho muito equilibrado, com
o marcante estilo St-Julien. Avaliação: 94/100 Pontos.

04 - Etienne de Montille, de Domaine de Montille, na Borgonha, comprou Château de Puligny-Montrachet do banco francês Foncier Credit.

A compra do Chateau de Puligny-Montrachet leva as participações de Montille a 35hectares, sendo vinte hectares Grand Cru.
Como diretor do castelo desde 2001, Etienne de Montille introduziu rendimentos mais baixos e agricultura biodinâmica em toda a sua gama de vinhas.

Nuits Saint Georges 1er Cru 2008 – elaborado com 100% de Pinot Noir, com passagem de 13 meses em barricas de carvalho (20% novas). Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um rubi claro, com muito brilho. Os aromas mostram framboesa, morango, lichia, carambola e um leve herbáceo.  Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves, acidez equilibrada e leve adstgrigência. Bom final frutado. Avaliação: 91/100 Pontos.

05 – A família Chapoutier iniciou sua história na região de Rhône em 1808, mas foi em 1879 que a Polydor Chapoutier comprou suas primeiras vinhas e começou o negócio real. Em meados do século 20 Max Chapoutier liderou o negócio, até sua aposentadoria em 1977, após o que seus filhos Michel Chapoutier e Marc Chapoutier assumiram. Alguns anos mais tarde, na década de 1980, a qualidade melhorou, sob a liderança de Michel Chapoutier sobre as vinhas e instalações de vinificação.  Chapoutier produz vinhos de uma gama de denominações no norte e sul Rhône, bem como alguns Roussillon  e de projetos colaborativos em  Portugal e na Australia . As vinhas Chapoutier são todas biodinâmicas.

Crozes-Hermitage Les Varonniers 2010 –  elaborado com 100% de Syrah, a partir de vinhas com mais de 60 anos,  com passagem de 14 meses em barricas de carvalho (20% novas). Teor Alcoólico de 13%.A coloração é de um vermelho granada profundo, com muito brilho. Os aromas mostram groselha, morango, goiaba  e framboesa, com toques de alcaçuz e baunilha. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com geléia e taninos equilibrados. Bom final mostrando frutado e baunilha. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$334,11, na Mistral.

 

 

Publicado em: 23/10/2014

Degustação de franceses

 

A Confraria do Vinho de São José do Rio Preto realizou, na noite de ontem, a sua reunião mensal, tendo por local  o Restaurante Grand-Père, do Hotel Saint Paul. Presentes: Achiles, Edilberto, Osvaldir, Greco, Angelo, Lorga, Tognola, Tadei e Renato. A seleção da noite foi feita pelo Afiz e na pauta vinhos daFrança. Como aquecimento, o Tadei ofereceu um Joseph Faiveley Pouilly-Fuissé. Vamos aos vinhos degustados, com a respectiva média e classificação.

A – Vacqueiras Réserve 2004 – Média: 82 Pontos – 5º. Lugar

B –  Chateau Larrivet Haut-Brion 2009 – Média : 85 Pontos – 4º.Lugar

C –  Châteu Lagrange Pomerol 2009 – Média: 90 Pontos – 1º.Lugar

D –  Nuits Saint Georges Ier Cru 2008 – Média: 88 Pontos – 3º. Lugar

E –  Crozes-Hermitage Les Varonniers 2010 – Média: 89 Pontos – 2º.Lugar

Ótima noitada! Comentaremos os vinhos nos próximos posts. A próxima reunião será festiva, com as esposas, e vai ocorrer no dia 26 novembro.

 

 

Publicado em: 22/10/2014

Sobreiro Velho 2010

 

Sobreiro Velho 2010 

Produtor:  Adega das Mouras 

País:  Portugal 

Região:  Alentejo 

Uva: 40%  Alicante Bouschet, 30%Touriga Nacional e 30% Cabernet Sauvignon 

Amadurecimento:  8 meses em carvalho francês de segundo uso 

Teor Alcóolico:  13% 

Cor:  Rubi escuro, opaco 

Aroma:  mostra frutas vermelhas (morango, framboesa,cereja, ameixa), toque adocicado 

Sabor:  apresenta um corpo médio, com taninos finos e bem integrados às frutas e marcante adocicado 

Final:  médio, com o adocicado persistindo 

Avaliação: 88/100 Pontos  

Preço:  R$ 58,00 na Bekaa Delicatessen, de Rio Preto 

Observação: um vinho delicado, feminino, com um adocicado agradável

 

 

Publicado em: 22/10/2014

Finca Las Moras Pacha-Mama Malbec 2013

 

Finca Las Moras Pacha-Mama Malbec 2013

Produtor Finca Las Moras

País Argentina

Região:  San Juan

Uva100% Malbec, a partir de vinhedos com 12 anos de idade localizados a 1.350 metros de altitude

 Amadurecimento: 12 meses em barricas de carvalho francês e americano  

Teor Alcóolico:  14%

Cor:  rubi concentrada, com halo purpúreo e muito brilho

Aroma:  mostra ameixa, morango, especiarias, toque herbáceo e floral

Sabor:  apresenta um bom corpo, com taninos suaves  e bem integrados ao frutado e um leve adocicado

Final: Longo final frutado com o floral se mostrando

Avaliação:  88/100 Pontos

Preço:  R$ 56,00, na Enoteca Decanter Rio Preto

Observaçãoum vinho agradável, com boa expressão do Malbec

 

 

Publicado em: 20/10/2014

Dona Bita Espumante Brut

 

Dona Bita Espumante Brut

Produtor:  Don Giovanni

País:  Brasil

Região:  Serra Gaucha

Uva:  60% Chardonnay e 40% Pinot Noir

Amadurecimento:  48 meses

Teor Alcóolico:  12,6%

Cor:  a coloração é amarelo dourado, excelente brilho e perlage intenso, persistente, com formação de coroa na taça, borbulhas pequenas e de grande intensidade

Aroma:  mostra  aromas maduros e doces como mel, brioche, frutas brancas maduras, banana, abacaxi, manteiga, amêndoas e pão tostado

Sabor:  Na boca apresenta-se cremoso, expressivo volume, presença equilibrada da acidez

Final: Longo e muito agradável

Avaliação:  90/100 Pontos

Preço:  R$ 100,00, na vinícola

Observaçãoelaborado pelo método champenoise em homenagem a matriarca, Dona Beatriz. Obteve 91 Pontos no Guia adega 2013.

 

 

Publicado em: 20/10/2014

Larentis Colheita Noturna Marselan 2013

 

 

 

Larentis Colheita Noturna Marselan 2013

Produtor:  Villaggio Larentis

País:  Brasil

Região:  Vale dos Vinhedos

Uva:  Marselan

Amadurecimento:  6 meses em carvalho

Teor Alcóolico:  13%

Cor:  a coloração é de um rubi intenso, com halos mais claros

Aroma:  mostram muita fruta vermelha (ameixa, amora), especiarias, toques terrosos, pimenta, café e leve madeira.

Sabor:  Na boca as sensações olfativas se repetem, com taninos macios e bem integrados, e um leve adocicado

Final:  bom final, com fruta e leve madeira

Avaliação:  87/100 Pontos

Preço:  Vinho comercializado para os participantes da colheita. Gentileza do Celso Larentis

Observaçãocom os parreirais iluminados por refletores e tochas, a partir das 18 horas, os  visitantes colheram   a uva que originou o vinho, fornecido exclusivamente aos participantes. A colheita foi realizada no dia 23 de fevereiro de 2013. Uma ótima proposta pata estimular o turismo.

 

 

Publicado em: 15/10/2014

Na Vinícola Luiz Argenta

 

Em 1999, os irmãos Deunir e Itacir, filhos de Luiz Argenta, adquiriram  a propriedade e desenvolveram um moderno projeto para produção de uvas e vinhos. Em homenagem ao patriarca, foi criada a Luiz Argenta Vinhos Finos, um empreendimento que reúne a tradição de um dos melhores terroirs do Brasil com as mais modernas técnicas de elaboração de vinhos finos do mundo. Hoje Deunir, juntamente com sua filha Daiane Argenta, se dedicam a este projeto que carrega o nome, a personalidade e a paixão pelo vinho da família Argenta.
Toda a estrutura da vinícola Luiz Argenta, com um projeto moderno e inovador, ficou pronta em 2009. Devido a sua arquitetura diferenciada, a vinícola já recebeu o título de uma das mais belas Vinícolas do Mundo. Visitamos a Luiz Argenta e degustamos alguns de seus vinhos. Vamos a eles.

Luiz Argenta Espumante Brut Rose – elaborado com as uvas 25%Merlot, 25%Shiraz e 50%Pinot Noir pelo método Charmat. Teor Alcoolico de 12,5%. A perlage mostra borbulhas finas, intensas e persistentes. Os aromas mostram-se complexos e delicados e lembram principalmente, morango, cereja e flores. Na boca apresenta ótima estrutura, o açúcar e a acidez estão perfeitamente equilibrados, com boa persistência. Avaliacao: 88/100 Pontos.

Luiz Argenta Moscatel – elaborado com 100% de Moscato Giallo, pelo m’etodo Charmat. Teor Alcoolico de 7,5%. A coloracao e de um amarelo com reflexos esverdeados. O perlage mostra borbulhas finas, intensas e persistentes. Os aromas mostram-se intensos e delicados, que lembram principalmente flores brancas e maçã madura. Na boca apresenta-se leve, fresco e elegante. É bastante frutado e com final de boca refrescante e macio. Avaliacao: 87/100 Pontos.

LA Sauvignon Blanc 2014 – elaborado com 100% da cepa, com amadurecimento de 5 meses em tanques de inox. Teor alcoólico de 12,5%. A coloração mostra um amarelo com intensos reflexos esverdeados Os aromas mostram  maracujá, pêssego, marmelo e lixia. Na boca as sensações do olfato se repetem, com boa acidez e persistência. Um vinho jovem e refrescante. Avaliacao: 87/100 Pontos.

LA Riesling 2014 – elaborado com 100% da cepa. Passou por 8 meses em tanques de inox sobre as borras finas. Teor Alcoolico e de 12,5% A coloração e de um amarelo pálido com intensos reflexos esverdeados. Os aromas mostram flores brancas, com leve toque frutado de pêssego, pêra e anis. Na boca apresenta um bom volume, grande frescor e fineza. Um final agradável, com floral. Avaliacao: 88/100 Pontos.

LA Cabernet  Franc 2012 - elaborado com 100% da cepa. Passou por 6 meses de barrica de carvalho Frances e 6 meses em garrafa com temperatura e umidade controladas. Teor Alcoolico de 12,5%. Os aromas mostram frutas vermelhas, menta, pimenta preta e casca de laranja. Na boca apresenta média estrutura com um bom volume de boca repetindo as características do olfato, integrados aos taninos suaves. Bom final com fruta  e leve menta. Avaliacao: 89/100 Pontos.

Luiz Argenta  Merlot 2009 – elaborado com 100% da cepa. Passou por 12 meses de barrica de carvalho frances e 12 meses em garrafa com temperatura e umidade controladas. Teor Alcoolico de 13%. A coloracao e de um ermelho Granada intenso e brilhante. Os aromas mostram geleia de amora, menta e ameixa seca, além dos aromas de especiarias. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações olfativas, com um frutado intenso  se integrando.Leve adstrigencia e adocicado que se mantem no longo final. Aviacao: 90/100 Pontos.

Publicado em: 14/10/2014

Na Vinícola Viapiana

 

A Viapiana – Vinhos e Vinhedos surgiu em 1986 com a elaboração dos primeiros vinhos de mesa em nível industrial. Mas sua história se remete há muitos anos antes, quando os primeiros imigrantes italianos desembarcaram no país e produziam, de forma artesanal, seus próprios vinhos. Prova disso é a medalha conquistada pela família Viapiana, em Porto Alegre, no ano de 1925 durante o cinquentenário da imigração. Localizada no Travessão Alfredo Chaves, em Flores da Cunha, na encosta Nordeste do Rio Grande do Sul, a Viapiana-Vinhos e Vinhedos iniciou seu processo de modernização e mudanças em 1999, quando foi elaborado o seu primeiro vinho fino. Entre os anos de 2004 e 2005, a linha foi incrementada com a elaboração de espumantes e vinhos brancos finos. Um ano depois, a Viapiana dava o passo inicial para a implantação de um projeto moderno e estrutural da vinícola e também da comercialização com a criação de novas linhas de produtos. Numa área de 2.800 m², tem uma estrutura com tecnologia de ponta e modernos sistemas de condução. São 30 hectares de vinhedos próprios que recebem cuidados extremos para baixa produção de uvas. Enólogo responsável: Elton Viapiana. Na vinícola fomos recebidos pelo Eumar Viapiana, que nos apresentou os seus produtos. Degustamos alguns dos vinhos. Vamos a eles.

Viapiana Green – elaborado com Glera, Chardonnay, Viognier e Sauvignon Gris.  É  um v inho que tem uma proposta jovem, fresca e mais leve alcança aquilo a que se propõe. Teor Alcoólico de 10,5%. Mostra uma coloração amarela clara de tom esverdeado.Os aromas são agradavelmente complexos, com floral, mel e maçãs verdes. Muito leve , é um delicioso aperitivo, saboroso e muito límpido, com acidez na medida. Avaliação: 86/100 Pontos.

Viapiana Expressões Sauvignon Blanc 2011 - elaborado com 100% da cepa, tendo permanecido 4 meses sobre borras finas.Teor Alcoólico de 12,7%. A coloração é de um amarelo esverdeado brilhante, com muita transparência. Os aromas mostram cítricos (limão), goiaba, maçã, notas vegetais e minerais. Na boca as sensações do olfato se repetem, com boa cremosidade e toque picante. Agradável final refrescante. Avaliação: 88/100 Pontos.

Viapiana Expressões Marselan 2010 – elaborado com 100% da cepa, com amadurecimento de 14 meses em barricas de carvalho americado e 6 meses em caves. Teor Alcóolico de 12,5%. A coloração é de um rubi intenso, bem escuro, com muito brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas (cereja, framboesa,cassis), azeitona, couro e especiarias. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos bem domados, ótima acidez, apimentado. Final médio com o frutado se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos.

 Viapiana Expressões Merlot 2011 – elaborado com 100% da cepa, com passagem de 12 meses em barricas de carvalho francês e 7 meses em caves.Teor Alcóolico de 13,1%. A coloração é de um rubi intenso, com muito brilho. Os aromas mostram frutas negras (ameixa, amora), toque de chocolate, menta e especiarias. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios, ótima acidez e muito equilíbrio . Final médio com o frutado  e chocolate. Avaliação: 88/100 Pontos.

Viapiana 192 dias Brut - elaborado pelo método tradicional (Champenoise), com as uvas ProssecoViogner e Chardonnay. Passou por um estagio de 192 dias em contato com leveduras e processo de remuage manual.Teor Alcoólico de 12%. A coloracao e’de um amarelo esverdeado. Os aromas mostram pão torrado, maçã verde e pêra. Na boca, mostra-se fresco, com ótimo volume e belo equilíbrio entre açúcar acidez.

 

Per Bacco. Todos os direitos reservados.2014