Publicado em: 31/10/2014

Nacionais degustados

 

Vamos aos vinhos degustados, na noite de ontem, na confraria Clube dos Amigos do Vinho de São José do Rio Preto.

01 – Panizzon 50 Anos 2005 – elaborado com Cabernet Sauvignon (60%) e Merlot (40%), produzidas em vinhedos de Campos de Cima na Serra Gaucha,  com passagem de parte em carvalho francês e parte em carvalho americano. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um vermelho rubi intenso, com sutis reflexos alaranjados, denotando evolução. Os aromas mostram-se intensos com frutas vermelhas, frutas passificadas, notas de especiarias e toques de chocolate, café, tabaco e couro. Na boca apresenta um bom volume, denso, macio, com taninos bem integrados, adstringência pontual  e um leve adocicado. Longo final com o frutado e chocolate se mostrando. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$ 40,00, na vinícola. Observação: edição especial comemorativa dos 50 anos da vinícola.

02 – Valmarino Reserva da Família 2008 – elaborado com Cabernet Sauvignon (30%), Cabernet Franc (30%), Tannat (30%) e Merlot (10%), produzidas em vinhedos plantados em 1978, em  Pinto Bandeira,  com passagem de 15 meses em carvalho francês e americano. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um vermelho-rubi intenso com halo granada. Os aromas mostram frutas negras(amora,groselha), frutas caramelizadas, especiarias, tostado, toque herbáceo e leve mentolado. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos finos e persistentes. Um longo final com o frutado e o toque mentolado se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$  92,00, na Vinhos Net. Observação: foram elaboradas 3.400 garrafas, sendo esta a de número 1.501. O vinho é elaborado só em safras especiais, com estilo que lembra o Velho Mundo.

03 – Gran Báculo Cabernet Sauvignon 2005 -  elaborado pela Vinícola Salvador, de Flores da Cunha, com 100% da cepa, sendo a produção racional por pé (1, 8 kg por pé) originando alto grau de maturação dos frutos, passando por amadurecimento em tanques de inox e repousando engarrafado na cave climatizada da vinícola por 17 meses (onde se encontra atualmente). Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um vermelho rubi escuro, chegando quase à negro, com bordas levemente alaranjadas. Os aromas são complexos mostrando frutas negras, ameixa passa, licor de cassis, café, tabaco e um fundo de especiaria (pimenta preta). Na boca, apresenta um bom corpo, com taninos potentes e bem integrados, repetindo as sensações do olfato e acidez presente. Longo final com o café se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$  50,00, na vinícola. Observação: A produção foi limitada, com 6.666 garrafas, apresentando rolhas numeradas individualmente e num livro são anotados os nomes dos compradores de cada garrafa. Aliás, chama atenção o modelo Borgonha da garrafa, utilizado comumente para Pinot ou Chardonnay, que foi importada. As uvas para esse vinho foram colhidas mais tarde, com diferença de 7 dias em relação à colheita normal.

04 – Élephant Rouge 2011 – elaborado por Jean Claude Cara, em parceria com a Vinícola Larentis, de Bento Gonçalves, com Cabernet Sauvignon (75%), Merlot (20%) e Alicante Bouschet(5%), tendo amadurecido em tanques de inox. Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um rubi intenso, brilhante, com halos mais claros. Os aromas mostram frutas vermelhas (framboesa, morango, ameixa,cereja e cassis), notas animais, couro, húmus e mentol. Na boca apresenta um corpo médio  acidez e taninos equilibrados, presença das frutas do olfato com destaque para a ameixa fresca. Um bom final com o frutado se destacando. Avaliação: 87/100 Pontos. Observação: recebemos o vinho da Vinícola Larentis, que o elaborou num projeto ousado com o francês  Jean Claude Cara. A proposta é a produção de um vinho ao estilo Velho Mundo.  A produção foi limitada a 2.000 garrafas.

05 – Luiz Argenta Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2005 – elaborado com 100% Cabernet Sauvignon, amadurecendo 12 meses  em carvalho francês. Teor Alcóolico de 13%. A coloração é de um vermelho granada intenso, escuro e brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas (cereja, ameixa, amora), compotas, especiarias, chocolate e café tostado. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações olfativas em meio a taninos firmes e acidez equilibrada. Longo  final com  o frutado e a madeira se mostrando.  Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$  83,00, na Vinhos e Sabores. Observação: um vinho equilibrado com a tipicidade do Cabernet Sauvignon desse terroir. Luiz Argenta é considerada a  mais bonita e moderna vinícola do Brasil. Situada no coração de Flores da Cunha a sua beleza encanta a todos visitantes. Ancorada em um morro típico da região do Alto dos Montes, a vinícola é uma  criação da arquiteta Vanja Hertcert. Merece uma visita!

 

 

Publicado em: 30/10/2014

Degustando Nacionais

 

A confraria Clube dos Amigos do Vinho de São José do Rio Preto realizou, na noite de hoje, a sua reunião mensal.  O local foi o Empório Luna I e foram degustados vinhos Nacionais. Presentes: Pradela, Marco Antonio, Osvaldir, Osvaldir (filho), José Manoel, Paulo Sérgio, André, José Luiz, Toninho e Pablo. Para aquecimento foi degustado o Rotava Teroldego 2013. Vamos aos vinhos degustados, com as respectivas médias de avaliação e a classificação.

01 – Panizzon 50 Anos 2005 – Média:  91 Pontos – 2º.  Lugar

02 -  Valmarino Reserva da Família 2008 – Média: 89  Pontos – 4º. Lugar

03 – Gran Báculo 2005 – Média: 92  Pontos – 1º. Lugar

04 –  Éléphant Rouge 2011Média:  88  Pontos – 5º. Lugar

05  -  Luiz Argenta Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2005 -  Média: 90

 Pontos – 3º. Lugar

Comentaremos os vinhos no próximo post.

A degustação de novembro será festiva, no dia 28 , tendo por local o Restaurante Grand Père ,com a presença das esposas e cada um levando um vinho.

 

 

Publicado em: 30/10/2014

Grand Cru em Rio Preto

 

Na noite de ontem, ocorreu a inauguração da loja rio-pretense da Importadora Grand Cru. Nassib Kassis Filho (proprietário), Camilo Palma e Oscar Dornelles (administradores) receberam dezenas de convidados para um coquetel especial, em que a loja foi apresentada. O estabelecimento tem uma ampla área para exposição  de seus 1200 rótulos, além de uma outra área destinada para degustações e reuniões de confrarias. Toda a decoração foi feita com peças trazidas da Argentina (onde a Grand Cru nasceu). Um Bottega Millesimato Brut e os Zorzal Terroir Único Sauvignon Blanc 2013, Zorzal Terroir Único Malbec 2013 e Zorzal Terroir Único Pinot Noir 2013, foram harmonizados com os pratos do Menu Annjur (Chef Ana Paula Cremonezi) -  Tartare de salmão, Mix de folhas com morango e amêndoas, Brandare de Bacalhau, Risoto de fios de cordeiro e espinafre e Titinhas de filé mignon com farofa de banana e crocante de cebola. 

A Grand Cru está localizada na Avenida José Munia  no.7158, com o telefone (17)3301.0420, próximo à praça do Jardim Vivendas. Vale a visita!

 

 

Publicado em: 29/10/2014

Sábado na Decanter

 

Publicado em: 28/10/2014

Grand Cru chega a Rio Preto

 

A Importadora Grand Cru chega a São José do Rio Preto. A partir de amanhã, tendo Camilo Palma no comando,  ela abre as portas de sua loja localizada na Avenida José Munia  no.7158, com o telefone (17)3301.0420. A Importadora Grand Cru teve início na Argentina, no ano de 1998 e, em seguida, se instalou no Uruguai e Brasil. Em território brasileiro,  atua desde agosto de 2002 e conta com 31 unidades nas mais importantes cidades brasileiras.  A Importadora de Vinhos Grand Cru trabalha no mercado de importação e distribuição de vinhos, através das filiais, franquias, site e televendas, estando presente também nos mais importantes e prestigiados restaurantes e empórios gourmet do Brasil. Seus principais produtores  são: Allegrini,Cobos, Ornellaia, Leyda, Ben Glaeter, Morandé, Pulenta Estate, Pingus, Humberto Canale, Yacochuya, entre outros.

Publicado em: 28/10/2014

Seleção de outubro do Bekaa Wine Club

 

A seleção do Bekaa Wine Club de outubro apresenta vinhos do Uruguai, Argentina e França. Vamos a eles.

Ysern Tannat 2007 -  elaborado pela Bodegas Carrau, do Uruguai, com 100% da cepa, de uvas produzidas em Cerro Chapeu (25%) e Las Violetas (75%). Passou 9 meses em carvalho americano. Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um vermelho rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram ameixa passificada, framboesa, cereja e especiarias, com um leve tostado. Na boca os taninos são intensos, com o álcool se mostrando e adstrigência aparente. Leve amargor. Um final de frutas passificadas e leve madeira. Avaliação: 87/100Pontos. Preço: R$ 41,00, no Bekaa Wine Club de Rio Preto.

Las Moras Black Label Syrah 2012 – elaborado com 100% Syraz a partir de vinhas com 22 anos, com amadurecimento de 15 meses em barricas novas de carvalho francês e americano. Teor Alcóolico de 14,5%. A coloração é de um  purpúrea muito brilhante. Os aromas mostram frutasvermelhas (groselha, cereja, amora), figo, alcaçuz e tostado. Na boca apresenta um excelente corpo, com taninos potentes, bem integrados ao frutado e muito equilíbrio.Final longo e potente mostrando frutado, com leve menta. Avaliação:  88 /100 Pontos. Preço:  R$ 44,00 , no Bekaa Wine Club de Rio Preto.

Ortas Côtes du Rhône Reserve 2013 – elaborado com 70% Grenache, 20% Cinsault e 10% Carignan. Teor Alcóolico de 13%. A coloração é de um rubi médio brilhante. Os aromas mostram frutasvermelhas (framboesa, cereja, ameixa), especiarias e toque floral.  Na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios e bem integrados ao frutado, com leve adocicado . Um vinho agradável, elegante e fácil de se beber. Bom final frutado, com toque floral. Avaliação:88/100 Pontos. Preço:  R$ 45,00 , no Bekaa Wine Club de Rio Preto.

 Para se tornar sócio do Bekaa Wine Club entre em contato com telefone (17) 98151-8384 ou pelo email contato@bekaawineclub.com.br. Você se cadastrará, pagará uma mensalidade de R$130,00 por mês e receberá em sua casa 3 garrafas de vinhos tops que você jamais compraria por este valor, isso é muito importante destacar. E mais uma novidade: para atender a solicitação de membros do clube  , em breve será lançado o Bekaa Wine Club 90+, com uma seleção especial para momentos únicos.

 

 

Publicado em: 28/10/2014

Degustação de Las Moras na Decanter

 

Publicado em: 27/10/2014

Emilia Malbec e Bonarda 2012

 

A história da Bodegas Nieto Senetiner remonta a 1888, quando os imigrantes italianos fundaram e plantaram os primeiros vinhedos em Vistalba, Luján de Cuyo, Mendoza. A vinícola foi desenvolvido nas mãos de famílias diferentes durante as primeiras décadas do século passado, que transmitiram o segredo de fazer grandes vinhos e amor por sua terra.Em 1969 foi adquirida pelas famílias Nieto Senetiner e que expandem instalações começando uma nova fase de crescimento e desenvolvimento de suas marcas, em 1998, tornou-se parte do Grupo de Empresas Molinos Río de la Plata.A adega tem uma liderança consolidada, comprometida com os mais altos padrões de fabricação e qualidade, apoiada por um plano de investimentos em curso em ambas as fazendas e posição tecnologia de processo. Em 2002 foi a primeira empresa argentina a obter certificação máxima de qualidade para todos os processos de produção de vinhos.

Emilia Malbec e Bonarda 2012

Produtor:  Bodegas Nieto Senetiner

País:  Argentina

Região:  Mendoza

UvaMalbec  (50%) e Bonarda (50%)

Amadurecimento:  breve passagem por carvalho

Teor Alcóolico:  13,5%

Cor:  a coloração é de um vermelho rubi, com reflexos violáceos,  brilhante e límpida

Aroma mostra ameixa , cereja , notas florais e especiadas

Sabor:  na boca, confirma essa fruta mais doce, com boa estrutura,  e taninos macios

Final:  bom final frutado

Avaliação:  87/100 Pontos

Preço:  R$ 40,00, no Santa Safra

Observaçãovinho agradável, sem apresentar o amargor que acompanha a Bonarda, mostrando o bom trabalho no corte

 

 

Publicado em: 27/10/2014

Serena Pinotage e Red Blend

 

A vinícola sul-africana Marianne Wines carrega sua história alinhada à modernidade do Século XXI, que carrega o estilo francês e honra o terroir sul-africano. Na viticultura são realizadas podas e cuidados manuais, além das técnicas agrícolas sustentáveis para a produção de uvas singulares.Christian Dauriac, proprietário também de três Château e produtor de grandes exemplares, como Grand Cru Classé de Saint-Émilion, tem ao seu lado em Stellenbosch, o enólogo francês Michel Rolland, consultor de Marianne desde a primeira safra, que contribui na elaboração de vinhos de grande personalidade. 

Selena Pinotage 2012

Produtor:  Marianne Wines 

País:  Africa do Sul

Região:  Stellenbosch

Uva:  Pinotage (100%)

Amadurecimento:  12 meses em tanques de aço inox com breve passagem por barricas de carvalho francês

Teor Alcóolico:  14%

Cor a coloração é de um rubi intenso e brilhante

Aroma:  mostra cereja, framboesa, especiarias leves, defumado leve  e algo terroso

Sabor:  apresenta um bom corpo, com taninos suaves e bem integrados ao frutado. Leve adstrigência

Final:  bom final com o frutado e o defumado se mostrando

Avaliação: 87/100 Pontos 

Preço:  R$ 65,00 (R$ 59,25 para os membros do Clube W), na Wine

Observaçãoum Pinotage básico, gastronômico com tipicidade

 

Selena Red Blend 2011

Produtor:  Marianne Wines 

País:  Africa do Sul

Região:  Stellenbosch

Uva:  Cabernet Sauvignon (80%), Shiraz (15%), Merlot e Pinotage (5%)

Amadurecimento:  12 meses em barricas de carvalho francês

 Teor Alcóolico:  14,5%

Cor a coloração é de um rubi intenso e brilhante

Aroma:  mostra cereja, framboesa, amora, mirtilo, leve tostado e toques de especiarias doces e pimenta.

Sabor:  apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos suaves e bem integrados

Final:  bom final com o frutado e o tostado se mostrando

Avaliação: 88/100 Pontos 

Preço:  R$ 65,00 (R$ 59,25 para os membros do Clube W), na Wine

Observaçãoum blend bem equilibrado, com muito frescor.

 

 

 

Publicado em: 27/10/2014

Lidio Carraro Dádivas Tempranillo 2012

 

Lidio Carraro Dádivas Tempranillo 2012

Produtor:  Lidio Carraro Vinícola Boutique 

 País: Brasil 

Região:  Terras de Encruzilhada do Sul - RS

Uva:  100% Tempranillo

Amadurecimento:  sem passagem por barricas

Teor Alcóolico:  14%.

Cor:  a coloração é de um intenso rubi, com toques violáceos, muito brilho e transparência

Aroma: os aromas mostram geléia de morango, frutas passificadas, figo, nozes, castanha, licor de cacau, café  e leve defumado

Sabor:  na boca apresenta um bom corpo, com taninos firmes e bem integrados, repetindo as sensações do olfato, com toque mineral

Final: Longo final com fruta, café e chocolate

Avaliação:  90/100 Pontos

Preço:  R$51,00, na Wine

Observação: um vinho que expressa o terroir de Encruzilhada do Sul, para a Tempranillo. Dentro da filosofia da vinícola, o vinho mostra o melhor da fruta, sem carvalho.

 

 

Per Bacco. Todos os direitos reservados.2014