Publicado em: 20/10/2014

Dona Bita Espumante Brut

 

Dona Bita Espumante Brut

Produtor:  Don Giovanni

País:  Brasil

Região:  Serra Gaucha

Uva:  60% Chardonnay e 40% Pinot Noir

Amadurecimento:  48 meses

Teor Alcóolico:  12,6%

Cor:  a coloração é amarelo dourado, excelente brilho e perlage intenso, persistente, com formação de coroa na taça, borbulhas pequenas e de grande intensidade

Aroma:  mostra  aromas maduros e doces como mel, brioche, frutas brancas maduras, banana, abacaxi, manteiga, amêndoas e pão tostado

Sabor:  Na boca apresenta-se cremoso, expressivo volume, presença equilibrada da acidez

Final: Longo e muito agradável

Avaliação:  90/100 Pontos

Preço:  R$ 100,00, na vinícola

Observaçãoelaborado pelo método champenoise em homenagem a matriarca, Dona Beatriz. Obteve 91 Pontos no Guia adega 2013.

 

 

Publicado em: 20/10/2014

Larentis Colheita Noturna Marselan 2013

 

 

 

Larentis Colheita Noturna Marselan 2013

Produtor:  Villaggio Larentis

País:  Brasil

Região:  Vale dos Vinhedos

Uva:  Marselan

Amadurecimento:  6 meses em carvalho

Teor Alcóolico:  13%

Cor:  a coloração é de um rubi intenso, com halos mais claros

Aroma:  mostram muita fruta vermelha (ameixa, amora), especiarias, toques terrosos, pimenta, café e leve madeira.

Sabor:  Na boca as sensações olfativas se repetem, com taninos macios e bem integrados, e um leve adocicado

Final:  bom final, com fruta e leve madeira

Avaliação:  87/100 Pontos

Preço:  Vinho comercializado para os participantes da colheita. Gentileza do Celso Larentis

Observaçãocom os parreirais iluminados por refletores e tochas, a partir das 18 horas, os  visitantes colheram   a uva que originou o vinho, fornecido exclusivamente aos participantes. A colheita foi realizada no dia 23 de fevereiro de 2013. Uma ótima proposta pata estimular o turismo.

 

 

Publicado em: 15/10/2014

Na Vinícola Luiz Argenta

 

Em 1999, os irmãos Deunir e Itacir, filhos de Luiz Argenta, adquiriram  a propriedade e desenvolveram um moderno projeto para produção de uvas e vinhos. Em homenagem ao patriarca, foi criada a Luiz Argenta Vinhos Finos, um empreendimento que reúne a tradição de um dos melhores terroirs do Brasil com as mais modernas técnicas de elaboração de vinhos finos do mundo. Hoje Deunir, juntamente com sua filha Daiane Argenta, se dedicam a este projeto que carrega o nome, a personalidade e a paixão pelo vinho da família Argenta.
Toda a estrutura da vinícola Luiz Argenta, com um projeto moderno e inovador, ficou pronta em 2009. Devido a sua arquitetura diferenciada, a vinícola já recebeu o título de uma das mais belas Vinícolas do Mundo. Visitamos a Luiz Argenta e degustamos alguns de seus vinhos. Vamos a eles.

Luiz Argenta Espumante Brut Rose – elaborado com as uvas 25%Merlot, 25%Shiraz e 50%Pinot Noir pelo método Charmat. Teor Alcoolico de 12,5%. A perlage mostra borbulhas finas, intensas e persistentes. Os aromas mostram-se complexos e delicados e lembram principalmente, morango, cereja e flores. Na boca apresenta ótima estrutura, o açúcar e a acidez estão perfeitamente equilibrados, com boa persistência. Avaliacao: 88/100 Pontos.

Luiz Argenta Moscatel – elaborado com 100% de Moscato Giallo, pelo m’etodo Charmat. Teor Alcoolico de 7,5%. A coloracao e de um amarelo com reflexos esverdeados. O perlage mostra borbulhas finas, intensas e persistentes. Os aromas mostram-se intensos e delicados, que lembram principalmente flores brancas e maçã madura. Na boca apresenta-se leve, fresco e elegante. É bastante frutado e com final de boca refrescante e macio. Avaliacao: 87/100 Pontos.

LA Sauvignon Blanc 2014 – elaborado com 100% da cepa, com amadurecimento de 5 meses em tanques de inox. Teor alcoólico de 12,5%. A coloração mostra um amarelo com intensos reflexos esverdeados Os aromas mostram  maracujá, pêssego, marmelo e lixia. Na boca as sensações do olfato se repetem, com boa acidez e persistência. Um vinho jovem e refrescante. Avaliacao: 87/100 Pontos.

LA Riesling 2014 – elaborado com 100% da cepa. Passou por 8 meses em tanques de inox sobre as borras finas. Teor Alcoolico e de 12,5% A coloração e de um amarelo pálido com intensos reflexos esverdeados. Os aromas mostram flores brancas, com leve toque frutado de pêssego, pêra e anis. Na boca apresenta um bom volume, grande frescor e fineza. Um final agradável, com floral. Avaliacao: 88/100 Pontos.

LA Cabernet  Franc 2012 - elaborado com 100% da cepa. Passou por 6 meses de barrica de carvalho Frances e 6 meses em garrafa com temperatura e umidade controladas. Teor Alcoolico de 12,5%. Os aromas mostram frutas vermelhas, menta, pimenta preta e casca de laranja. Na boca apresenta média estrutura com um bom volume de boca repetindo as características do olfato, integrados aos taninos suaves. Bom final com fruta  e leve menta. Avaliacao: 89/100 Pontos.

Luiz Argenta  Merlot 2009 – elaborado com 100% da cepa. Passou por 12 meses de barrica de carvalho frances e 12 meses em garrafa com temperatura e umidade controladas. Teor Alcoolico de 13%. A coloracao e de um ermelho Granada intenso e brilhante. Os aromas mostram geleia de amora, menta e ameixa seca, além dos aromas de especiarias. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações olfativas, com um frutado intenso  se integrando.Leve adstrigencia e adocicado que se mantem no longo final. Aviacao: 90/100 Pontos.

Publicado em: 14/10/2014

Na Vinícola Viapiana

 

A Viapiana – Vinhos e Vinhedos surgiu em 1986 com a elaboração dos primeiros vinhos de mesa em nível industrial. Mas sua história se remete há muitos anos antes, quando os primeiros imigrantes italianos desembarcaram no país e produziam, de forma artesanal, seus próprios vinhos. Prova disso é a medalha conquistada pela família Viapiana, em Porto Alegre, no ano de 1925 durante o cinquentenário da imigração. Localizada no Travessão Alfredo Chaves, em Flores da Cunha, na encosta Nordeste do Rio Grande do Sul, a Viapiana-Vinhos e Vinhedos iniciou seu processo de modernização e mudanças em 1999, quando foi elaborado o seu primeiro vinho fino. Entre os anos de 2004 e 2005, a linha foi incrementada com a elaboração de espumantes e vinhos brancos finos. Um ano depois, a Viapiana dava o passo inicial para a implantação de um projeto moderno e estrutural da vinícola e também da comercialização com a criação de novas linhas de produtos. Numa área de 2.800 m², tem uma estrutura com tecnologia de ponta e modernos sistemas de condução. São 30 hectares de vinhedos próprios que recebem cuidados extremos para baixa produção de uvas. Enólogo responsável: Elton Viapiana. Na vinícola fomos recebidos pelo Eumar Viapiana, que nos apresentou os seus produtos. Degustamos alguns dos vinhos. Vamos a eles.

Viapiana Green – elaborado com Glera, Chardonnay, Viognier e Sauvignon Gris.  É  um v inho que tem uma proposta jovem, fresca e mais leve alcança aquilo a que se propõe. Teor Alcoólico de 10,5%. Mostra uma coloração amarela clara de tom esverdeado.Os aromas são agradavelmente complexos, com floral, mel e maçãs verdes. Muito leve , é um delicioso aperitivo, saboroso e muito límpido, com acidez na medida. Avaliação: 86/100 Pontos.

Viapiana Expressões Sauvignon Blanc 2011 - elaborado com 100% da cepa, tendo permanecido 4 meses sobre borras finas.Teor Alcoólico de 12,7%. A coloração é de um amarelo esverdeado brilhante, com muita transparência. Os aromas mostram cítricos (limão), goiaba, maçã, notas vegetais e minerais. Na boca as sensações do olfato se repetem, com boa cremosidade e toque picante. Agradável final refrescante. Avaliação: 88/100 Pontos.

Viapiana Expressões Marselan 2010 – elaborado com 100% da cepa, com amadurecimento de 14 meses em barricas de carvalho americado e 6 meses em caves. Teor Alcóolico de 12,5%. A coloração é de um rubi intenso, bem escuro, com muito brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas (cereja, framboesa,cassis), azeitona, couro e especiarias. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos bem domados, ótima acidez, apimentado. Final médio com o frutado se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos.

 Viapiana Expressões Merlot 2011 – elaborado com 100% da cepa, com passagem de 12 meses em barricas de carvalho francês e 7 meses em caves.Teor Alcóolico de 13,1%. A coloração é de um rubi intenso, com muito brilho. Os aromas mostram frutas negras (ameixa, amora), toque de chocolate, menta e especiarias. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios, ótima acidez e muito equilíbrio . Final médio com o frutado  e chocolate. Avaliação: 88/100 Pontos.

Viapiana 192 dias Brut - elaborado pelo método tradicional (Champenoise), com as uvas ProssecoViogner e Chardonnay. Passou por um estagio de 192 dias em contato com leveduras e processo de remuage manual.Teor Alcoólico de 12%. A coloracao e’de um amarelo esverdeado. Os aromas mostram pão torrado, maçã verde e pêra. Na boca, mostra-se fresco, com ótimo volume e belo equilíbrio entre açúcar acidez.

 

Publicado em: 14/10/2014

Na Vinícola Boscato

 

A Boscato Indústria Vinícola está localizada em Nova Pádua, na Serra Gaucha. Foi fundada em 1985 pelos irmãos Clovis Roberto Boscato e Valmor João Boscato. Ambos trabalharam com o pai numa vinícola da família, onde aprenderam o gosto pelo vinho. A Vinícola Boscato inicialmente produzia vinhos comuns e Moscato. Entre 1986 e 1990 foram introduzidos os varietais Boscato com as uvas Semillon, Cabernet e Riesling e a partir de 1993 surge a Reserva Boscato. Hoje a vinícola produz as linhas Boscato Gran Reserva (vai mudar para Gran Cave) (Cabernet Sauvignon e Merlot), Reserva  (vai mudar para Cave)(Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay e Gewurztraminer) , Boscato (Cabernet Sauvignon, Rosé e Licoroso) e Anima Vitis, o ícone da empresa. Na vinícola fomos recebidos pelo Clovis Boscato que, como sempre, nos prestigiou com excelentes informações sobre o cenário nacional do vinho. Degustamos alguns de seus vinhos. A eles.

Boscato Reserva Chardonnay 2013 – elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um amarelo-claro com reflexos esverdeados e muito brilho. Os aromas mostram frutas tropicais (abacaxi), cítricos, carambola, toques de frutas em calda e de tostado.  Na boca as sensações do olfato se repetem, com uma acidez equilibrada que lhe dá frescor. Agradável final com abacaxi. Avaliação: 87/100 Pontos.  

Boscato Touriga Nacional 2010 – elaborado com 100% da cepa, com amadurecimento em carvalho. Eor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram  frutas vermelhas (framboesa, cereja, amora), especiarias e toques florais. Na boca apresenta um corpo médio, repetindo as sensações do olfato, com taninos finos e bem integrados. Bom final com fruta e toque floral. Avaliação: 88/100 Pontos

Boscato Sauvignon Blanc 2013 -  elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 12,6%. A coloração é de um amarelo palha com reflexos esverdeados, com muito brilho e transparência. Os aromas apresentam toques cítricos, abacaxi, carambola, floral e toque herbáceo. Na boca as sensações olfativas se repetem, com toque de acidez que lhe confere um frescor  agradável. Agradável final com cítrico e floral. Avaliação: 87/00 Pontos.

Anima Vitis 2005 - elaborado com as uvas Cabernet Sauvignon, Merlot, Ancellotta, Refosco e Alicante Bouschet, com baixíssima produção das videiras. Teor Alcoólico de 13%. Passagem de 13 meses em carvalho e 28 meses em garrafa antes da comercialização.A coloração é de um intenso rubi, com halos granada, excepcional brilho e muita transparência. Os aromas são complexos onde se sobressaem as frutas vermelhas maduras, licor de cassis, frutas passificadas, especiarias, algo tostado e toques herbáceos. Na boca apresenta um grande corpo, carnudo, com taninos macios, leve adstrigência e uma persistência longa, onde as frutas se pronunciam. Excelente evolução em relação à degustação anterior. Avaliação: 92/100 Pontos. É, sem dúvida, um dos melhores vinhos nacionais.

 

Publicado em: 13/10/2014

Na Vinícola Salvador

 

A Vinícola Salvador está instalado na área central de Flores da Cunha, num velho edifício que pertenceu à   Vinícola Riograndense, que foi recuperado para se transformar numa vinícola boutique. É um pavilhão histórico. Em 2008, abriu as portas para visitação e degustação de seus vinhos finos, espumantes e vinhos de mesa. É uma vinícola familiar, que tem um experiente enólogo Antonio Salvador no comando  e faz da natureza o segredo de seus vinhos, que amadurecem numa cave que ocupa um ambiente arquitetônico minuciosamente restaurado. Fomos recebidos pelo Antonio e a esposa Nadia e degustamos alguns de seus vinhos.

Salvattore Reserva Chardonnay 2012 -elaborado com 100% da cepa, a partir de plantas com rendimento muito baixo (2 kg por planta), para conseguir uvas bastante concentradas. Teor Alcoólico de 12,2%. A coloração é de um amarelo claro, com muito brilho.Os aromas mostram tipicidade , com cítricos, frutas tropicais ,toques herbáceos. Na boca, apresenta-se untuoso, com as notas de frutas tropicais, pêssego e carambola,  acidez equilibrada,com o frescor.  Longo final com agradável fruta tropical (abacaxi). Avaliação: 88/100 Pontos.

Casa Salvador Moscato 2012 - elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 11%. A coloração é de um amarelo palha, com muito brilho.Os aromas mostram toques cítricos, abacaxi, algo floral. Na boca as sensações do olfato se repetem, com uma acidez marcante. Agradável final, com frescor. Avaliação: 86/100 Pontos.

Casa Salvador Merlot 2012 -  elaborado com 100% da cepa.Teor Alcoólico de 12%. A coloração mostra um rubi intenso, com  ótimo brilho e transparência. Os aromas são de frutas vermelhas maduras, com destaque para amoras, toques de especiarias e algo herbáceo. Na boca mostra um corpo médio, taninos suaves e leve adocicado.Bom final, com persistência do frutado. . Avaliação: 86/100 Pontos.

Casa Salvador Cabernet Sauvignon 2013 - foi elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um intenso rubi, com bordas violáceas e muito brilho. Os aromas são bem nítidos, com muita fruta, especialmente ameixa, cassis, amora preta e toques de especiarias. Na boca mostra um bom corpo, frutas vermelhas, com acidez equilibrada, taninos macios e integrados.Um bom final frutado. Avaliação: 87/100 Pontos.

Salvattore Reserva Merlot 2010 - elaborado com 100% da casta. Teor Alcoólico de 12,6%. A coloração é vermelho rubi com halos violáceos e muito brilho. Os aromas são marcantes, com frutas vermelhas maduras (ameixa,amora, framboesa), frutas passificadas e leve floral. Na boca mostra um bom volume, com os taninos macios e bem integrados à fruta. Acidez equilibrada. Um longo final frutado. Avaliação: 88/100 Pontos.

Salvattore Reserva Cabernet Sauvignon 2010 - elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um rubí brilhante, com reflexos violáceos. Os aromas mostram fruta potente, com ameixa, groselha e especiarias levemente picantes. Na boca apresenta um bom volume, com taninos macios, bem integrados às frutas e leve adstrigência, que permanece no longo final .Avaliação: 89/100 Pontos.

Publicado em: 13/10/2014

Na Villaggio Larentis

 

 Villaggio Larentis, no Vale dos Vinhedos, é uma vinícola familiar e de amigos, onde o visitante se acha em casa. A Família Larentis é originária dos Alpes, aqui chegando em 1876. Hoje, após 3 gerações, cultivam no Vale dos Vinhedos e produzem vinhos do mais alto nível. A vinícola nasceu praticamente em 2001, quando deixaram a produção artesanal e montaram suas modernas e funcionais instalações. O patriarca Cilo, os filhos Celso e Larri, são responsáveis por tudo que acontece dos vinhedos até a garrafa, enquanto Olivar é responsável pela parte administrativa. Alderico Sassi é o enólogo que supervisiona as atividades vitivinícolas. Aí entram as mulheres: a matriarca, Romilda, cuida da organização interna, enquanto Vera e Rejane cuidam de receber os visitantes, sempre com muita alegria e simpatia. Desde 2001, quando abriram a vinícola, temos a satisfação de conviver com os Larentis, ao menos uma vez ao ano. A Villaggio Larentis, está lançando a sua linha Cepas Selecionadas. É  uma linha premium composta por vinhos exclusivos, elaborados a partir de variedades de uvas testadas e selecionadas pela família e ainda pouco conhecidas no Brasil. Dentro da linha Cepas Selecionadas foram lançados os vinhos  Teroldego, Ancellotta e Marselan, que até então eram produzidas para a Linha Reserva. Tivemos a oportunidade de degustá-los,  com o Celso e a Rejane. Vamos a eles.

Villaggio Larentis Cepas Selecionadas Ancellotta 2012 -  elaborado com 100% da casta,  produzida em vinhedos próprios, tendo passado por barricas de carvalho francês por 9 meses. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um intenso rubi com halos alaranjados, muito brilho e média transparência. Os aromas são frutados (ameixa, amora,cereja), com algo de geléia (jabuticaba), frutas passificadas e baunilha. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos integrados e um leve adocicado. O frutado se repete, intensificando mais ainda a jabuticaba. Bom final, com baunilha e leve tostado. Avaliação: 89/100 Pontos.

Villaggio Larentis Cepas Selecionadas Marselan 2012 - elaborado com 100% da cepa (cruzamento de Cabernet Sauvignon e Grenache), produzida em vinhedos próprios no Vale dos Vinhedos,  tendo passado 6 meses em carvalho. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso, com halos mais claros. Os aromas mostram fruta vermelha (ameixa, amora), especiarias, toques terrosos, pimenta, café e leve madeira. Na boca as sensações olfativas se repetem, com taninos macios e bem integrados, e um leve adocicado. Um bom final, com fruta e leve madeira. Avaliação: 89/100 Pontos.

Villaggio Larentis Cepas Selecionadas Teroldego 2012 - elaborado com 100% da cepa, produzida em vinhedos próprios no Vale dos Vinhedos,  tendo passado 12 meses em carvalho. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi intenso, com halos violáceos. Os aromas mostram frutas vermelhas (framboesa, ameixa),especiarias, leve madeira e tostado. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos macios e bem integrados ao frutado. Acidez pontual e leve adstrigência.Bom final, com o frutado se mostrando. Avaliação 89/100 Pontos.

 

Publicado em: 12/10/2014

Na Vinícola Panizzon

Com sede em Flores da Cunha, em um parque industrial de 30 mil metros quadrados, sendo 13 mil de área construida, a Sociedade de Bebidas Panizzon Ltda disponibiliza um catálogo de mais de 60 produtos, entre espumantes e vinhos finos, vinhos de mesa, vinhos compostos, suco de uva (excelente, por sinal) e outros. A vinícola foi fundada em 25 de janeiro de 1960, por Ricardo Panizzon

Panizzon Varietal Moscato Giallo 2013 -  elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 11,5%. A coloração é de um amarelo palha, com reflexos verdeais. Os aromas mostram frutas maduras (goiaba, maracujá, lichia,abacaxi), com toques cítricos. Na boca apresenta um corpo leve, adamado, refrescante, com média acidez. Repete as sensações frutadas do olfativo. Agradável final cítrico. Avaliação: 85/100 Pontos.

Panizzon Montepulciano 2006  - elaborado com 100% da casta. Possui um teor alcoólico de 12,5%.Mostra uma cor vermelho-violácea de grande intensidade. Muita transparência e brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas, especialmente amora e cereja, com toque de cacau.  Na boca apresenta muito equilíbrio, com taninos marcantes aveludados e macios. Muita estrutura e ótima persistência, com final de chocolate. Avaliação: 84/100 Pontos.

Panizzon Maximus 2012 - elaborado com 50% de Cabernet Sauvignon e 50% de Merlot. Teor Alcoólico 13,5%. A coloração  é de um rubi brilhante, com toques alaranjados nas bordas.  O aroma mostra boa complexidade, sendo  muito rico em frutas vermelhas, frutas passas, especiarias, toques herbáceos, café e chocolate. Na boca apresenta-se muito encorpado, com taninos bem integrados e acidez em equilíbrio. Ótima persistência, com  um marcante tostado, no final.  Avaliação: 88/100 Pontos.

Publicado em: 11/10/2014

Na Vinícola Caminhos de Pedra

Sempre foi um sonho do enólogo Silvério Salvati construir uma pequena vinícola familiar para elaborar vinhos diferenciados que não se consegue em grandes vinícolas e a nível industrial.
Esta idéia soou bem também aos ouvidos da família Sirena, que acreditou na idéia e apostou junto como sócia do empreendimento.Com a idéia formada, a cantina aderiu ao projeto cultural Caminhos de Pedra. O projeto cultural Caminhos de Pedra tem sido responsável pelo resgate e preservação da cultura da colonização italiana, da arquitetura, do dialeto vêneto, da gastronomia, dos costume sócio-culturais e religiosos. A Cantina Salvati & Sirena está inserida neste contexto cultural, resgatando variedades de uvas quase não mais cultivadas, elaborando vinhos de extrema qualidade. Visitamos a vinícola e degustamos alguns de seus vinhos. Vamos a eles.

Caminhos de Pedra Peverella 2013 – elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólica de 11,5%. A coloração é de um  amarelo palha intenso, chegando ao ouro, claro, com nuance esverdeadaOs aromas mostram notas frutadas (pêra, maçã, banana e melão) e  pimenta. Na boca apresenta-se seco, com acidez elevada e se mostra levemente picante. Bom final frutado e levemente picante. Avaliação: 86/100 Pontos. Observação: a Peverella é proveniente da Europa da região do Vêneto, na Itália. A palavra peverella é originária de pevero, que significa pimenta. Seu sabor origina o nome por ser uma variedade que torna o vinho levemente picante quando o sentimos na ponta da língua. Essa variedade foi resgatada pela vinícola por seu caráter cultural e diferencial.

Caminhos de Pedra Goethe 2013 - elaborado com 100% cepa. Variedade híbrida oriunda do cruzamento da variedade Moscato de Hamburgo com Cartier, resultando em uma uva rústica, de cor rosada, casca dura, rica em polpa e pectina, ótima para o consumo in natura.Teor Alcoólico de 11%. Mostra uma coloração amarela intensa, com excelente brilho e transparência. Os aromas apresentam frutas tropicais (especialmente abacaxi), frutas cítricas, pêra , toques florais e algo de mineral, que aparece ao final. Na boca mostra um corpo untuoso, amanteigado, boa acidez, que lhe dá frescor e muita frut a tropical. O toque mineral se acentua no final.Boa persistência. Avaliacão: 86/100 Pontos.

Caminhos de Pedra Barbera Piemonte 2012 - elaborado com 100% cepa,  com 6 meses de carvalho. Teor Alcoólico de 11,5%. A coloração é de um vermelho granada de média intensidade com reflexos alaranjados. Os aromas mostram notas frutadas (cereja), frutas secas e toques terrosos (terra, funghi). Na boca apresenta um corpo médio, leve  com taninos macios e bem integrados ao frutado, que repete o olfato. Médio final frutado com leve madeira. Avaliação: 87/100 Pontos. Observação: originária da região de Piemonte, na Itália, essa uva é uma das primeiras variedades viníferas difundidas na Serra Gaúcha. Ela foi extinta na região pouco depois da chegada das variedades francesas. Através do Projeto Cultural Caminhos de Pedra, foi feito resgate de material vegetativo das poucas videiras remanescentes, multiplicando-o.

Caminhos de Pedra Tannat 2005 - elaborado com 100% da cepa. Teor Alcoólico de 13%. A coloração  é de um intenso vermelho-rubi com reflexos violáceos. Os aromas mostram amora, ameixa, chocolade e toques de especiarias como canela e cravo, marcante floral e leve balsâmico. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios, leve adstrigência e bom  equilíbrio entre álcool e acidez. Bom final frutado com toques de madeira. Avaliação: 88/100  Pontos.

Publicado em: 10/10/2014

Na Vinícola Dom Cândido

A Dom Cândido nasceu em 1986, fruto de um trabalho da família Valduga, que começou em 1875. Cândido e os filhos Roberto, Celso, Marcos e Carlos Valduga comandam a vinícola. Hoje, além do cultivo no Vale dos Vinhedos, estão em produção 50 hectares em Veranópolis. Entre piletas, tanques de aço inox e pipas de madeiras nobres, a Dom Cândido vinifica anualmente cerca de 285.000 litros de vinho, oriundos de seus vinhedos próprios. Atualmente são comercializadas várias linhas:  GRAN RESERVA ( Gran Reserva Cabernet Sauvignon), 80 ANOS DOM CÂNDIDO (Assemblage – Tannat / Marselan / Merlot), 4ª GERAÇÃO DOM CÂNDIDO ( Marselan),  DOM CÂNDIDO DOCUMENTO ( Merlot D.O.), LINHA RESERVA DC  (Merlot; Cabernet Sauvignon; Chardonnay, Merlot/Cabernet Sauvignon; Tannat), LINHA VINHOS ESTRELATO (Tinto Suave Fino; Tinto Seco Fino), BAG IN BOX ( Cabernet Sauvignon; Merlot; Tinto Suave), ESPUMANTES DC ( Brut DC),  ESPUMANTE DOCUMENTO BRUT  (Método Champenoise 18 meses) e  ESPUMANTES ESTRELATOS ( Brut; Demi-Sec; Moscatel e Brut Rosé). Na vinícola fomos recebidos pelo Celso e estranhamos a ausência do Dom Cândido, o patriarca. Recebemos a triste notícia que ele se encontra em recuperação, após ter sido vítima de um atropelamento. Torcemos pela pronta recuperação. Degustamos alguns de seus vinhos. Vejamos.

Dom Cândido Documento Merlot 2009 – elaborado com 100% da cepa produzida em vinhedos próprios do Vale dos Vinhedos (DO). Amadureceu  em barris de carvalho francês por doze meses. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi médio, com muito brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas maduras como a blueberry (mirtilo) ,ameixa seca, baunilha e toques mentolados. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos suaves e bem integrados ao frutado e leve adstrigência. Bom final com fruta intensa, baunilha e leve menta. Avaliação: 89/100 Pontos.

Dom Cândido  4a. Geração 2010 - elaborado com 100% de  Marselan, produzida em vinhedos próprios, em Veranópolis, na Serra Gaucha. Passou 8 meses em tanques de inox.Teor alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso, halos claros,  com muito brilho e transparência. Os aromas mostram frutas vermelhas ( framboesa, morango e cereja), toques florais e herbáceos, especiarias e leve mentolado. Na boca apresenta um bom corpo, muita fruta, taninos macios, equilibrados e perfeitamente integrados às frutas. Leve adocicado. Um longo e agradável final, onde as frutas persistem. É, sem dúvida, o melhor Marselan brasileiro. Avaliação: 90/100 Pontos.

Dom Cândido Documento Espumante Brut – elaborado om 100% Chardonnay, pelo método champenoise, ficando 18 meses em contato com as leveduras. Apresenta uma excelente perlage, com uma profusão de borbulhas minúsculas efusivas e de longa persistência.   A coloração é de um amarelo claro brilhante.Os aromas mostram cítricos de limão e casca de laranja predominantes. Na boca revela boa estrutura, cremosidade e sabores amanteigados e tostados.  Longa  persistência  que deixa um leve toque de mel. Avaliação: 90/100 Pontos.

Per Bacco. Todos os direitos reservados.2014