Publicado em: 23/07/2014

Larentis Reserva Tannat 2012

 

 

Larentis Reserva Tannat 2012

 

Produtor:  Villaggio Larentis

 

País:  Brasil

 

Região:  Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves

 

Uva:  100% Tannat, produzida em vinhedos próprios

 

Amadurecimento:  5 meses  em barricas de carvalho ,descansou na cave por 6 meses, antes da comercialização.

 

Teor Alcóolico:  13,4%

 

Cor:  vermelho rubi brilhante, com halos violáceos e boa transparência

 

Aroma:  mostra frutas vermelhas maduras (ameixa,amora, framboesa), frutas passificadas e leve madeira

 

Sabor:  apresenta um bom volume, com os taninos macios e bem integrados à fruta. Acidez equilibrada.

 

Final:  longo final frutado, com toque amadeirado

 

Avaliação:  90/100 Pontos

 

Preço:  R$ 37,00, na vinícola

Observação: vem mantendo as características de degustações anteriores. A linha Reserva Especial da Larentis é elaboradasomente em safras propícias para a elaboração de vinhos longevos. Foram elaboradas 2600 garrafas, sendo esta a de número 1297.

Publicado em: 23/07/2014

Vinhos da Alemanha

 

 

            A Alemanha é o país onde a viticultura se estende mais ao norte do planeta, com fronteiras entre a corrente úmida do golfo, a oeste, e o clima continental seco, a leste.

 

            Os vinhedos  mais antigos são encontrados nas margens dos rios Reno, Neckar e Mosel e são, ainda hoje, os mais emblemáticas. Possui  treze regiões vitivinícolas: Mittelrhein,  Ahr, Mosel-Saar-Ruwer , Rheingau , Franken , Nahe, Rheinhessen, Pfalz, anteriormente Rheinpfaz, Wurttemberg, Baden), Hessische Bergstrasse,Sachsen e Saale-Unstrut .

 

            Em relação às castas, a grande maioria é de vinho branco (85%), ocupando o Riesling posição majoritária. A Alemanha é a pátria dessa variedade, considerada como sinônimo do estilo do vinho alemão. Tem maturação tardia, é bastante exigente da fertilidade do solo e produz vinhos frescos, aromáticos, com acidez marcante. Outra casta branca também representativa é a Muller-Thurgau. Com um peso inferior temos a Silvaner, Kerner, Grauer burgunder (Rulander), Weiber burgunder, Bacchus, Scheurebe, Gutedel, Rote Traminer (Gewurztraminer) e Chardonnay. Entre as castas tintas, a Blauer Spätburgunder (Pinot Noir) é a mais representativa, seguida pela Dornfelder e Blauer Portugieser (Português Azul).

 

           Os vinhos alemães são classificados dentro das seguintes categorias: *Tafelwein – vinho de mesa, vinho do dia-a-dia;

 

*Deutscher Tafelwein - subdivisão do Tafelwein indicando a produção do vinho sem uvas importadas;

 

 *Landwein –vinhos básicos, sujeito a poucas regulamentações. Não pode ser doce e é obrigatoriamente um Trocken (seco) ou Halbtrocken (meio seco);

 

*Qualitätswein – equivalente ao Controle de Denominações de Origem da França para os padrões da União Européia com duas sub divisões: QBA (Qualitätswein Bestimmter Anbaugebiete) - Qualidade de vinho de uma região específica, com liberdade de experimentações que permitem , por exemplo, o amadurecimento em carvalho, e QMP (Qualitätswein Mit Prädikat)  que são sub divididos dentro das categorias;

 

 *Kabinett – equivale a um vinho reserva ( tem esse nome, diz uma lenda, porque os melhores vinhos eram guardados em um gabinete);

 

*Spätlese - feito com uvas maduras, deixadas no pé além do tempo normal; 

 

*Auslese - uvas selecionadas cuidadosamente. Vinhos normalmente mais doces, geralmente atacados pela Botrytis cinerea, também conhecida como podridão nobre;

 

*Beerenauslese - vinhos superdoces, vinhos de sobremesa feitos com uvas atacadas pela Botrytis cinerea selecionadas uma a uma;

 

*Trockenbeerenauslese – o vinho mais doce de todos feito com uvas atacadas pela Botrytis cinereae posteriormente secas transformadas em passas.

 

*Eiswein – O mais alto nível dos vinhos brancos alemães, o mais raro de todos, produzido com uvas colhidas congeladass, durante o inverno em temperatura abaixo de -8ºC, para que haja a congelação dos cachos.

 

            A classificação vem indicada nos rótulos e é bom prestar muita atenção na hora da escolha, para saber se, realmente, é esse o vinho desejado. É pequena a disponibilidade dos vinhos alemães, no Brasil.

 

Publicado  no jornal Bom Dia Rio Preto  em 20/07/2014

 

 

 

Publicado em: 22/07/2014

Sábado na Decanter

 

Publicado em: 21/07/2014

Beba com descontração

 

 

A promoção  Beba Com Descontração, do Ibravin, encerrou com a participação de 2,7 mil pessoas de todas as regiões do país. Os cinco ganhadores escreverem uma frase e postaram fotos que ilustraram o mote da campanha ” o que é para você beber com descontração os vinhos do Brasil”. Vamos a eles:

 

“É me embriagar com doses de saúde, sorrir litros de felicidade, e manter o ritual de saborear a alegria brasileira do Oiapoque ao Chuí.” Elisabete Calore, São Paulo (SP). É dela a foto do post.

“É saborear cada minutinho da vida, seja ele doce, suave, aveludado, seco, curto, tânico ou mesmo ácido, juntinho das pessoas que amamos.” Dayane de Oliveira Silva, Rio de Janeiro (RJ).

“É PLANTAR sonhos, COLHER emoções, AMADURECER com saúde, FERMENTAR ideais, FILTRAR bons momentos e BRINDAR a vida ao lado de quem amamos!” Tiago Freitas da Silva, Porto Alegre (RS).

“É ENVASAR a rotina, sentir o AROMA da alegria, saborear a ESSÊNCIA de uma boa companhia e BRINDAR a vida todos os momentos do dia: TIM TIM!” Josué Barros, São Paulo (SP).

“De um Tannat na Campanha Gaúcha a um Moscatel no Vale do São Francisco, descontração é degustar a alegria de beber na companhia do meu amor.” Aline Schroeder Rossi, Curitiba (PR). 

 

Publicado em: 21/07/2014

Pio Cesare Barolo 2009

 

 

Pio Cesare Barolo 2009

 

Produtor:  Pio Cesare

 

País:  Italia 

 

Região:   Piemonte 

 

Uva:   100% Nebbiolo, dos vinhedos próprios em Serralunga d'Alba , Grinzane Cavour , La Morra e Barolo-Novello (70%), com pequenas partidas oruindas de fornecedores de longo-prazo em privilegiadas posições de Catiglione Falletto e Monforte d'Alba

 

 Amadurecimento: 36 meses em carvalho, sendo 30% em barricas bordalesas e 70% em botti, barris de 2000 a 5000 litros de carvalho francês 

 

Teor Alcóolico:  14,5% 

 

Cor: Coloração rubi de média intensidade, halo granada e muito brilho 

 

Aroma:  mostra frutas vermelhas, frutas passificadas, alcatrão, baunilha, toque mineral e fino tostado 

 

Sabor:  apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos finos, leve adstringência e sutil mineralidade 

 

Final:  Longo, com as frutas pacificadas se mostrando em meio ao toque mineral 

 

Avaliação:  92 /100 Pontos 

 

Preço:  R$493,00, por R$345,00  na Enoteca Decanter Rio Preto 

 

Observação:  um Barolo clássico, com  excelente estrutura e harmonia. Vai evoluir bastante.

 

Publicado em: 21/07/2014

Pio Cesare Fides 2010

 

 

Pio Cesare Fides 2010

 

Produtor:  Pio Cesare

 

País:  Italia

 

Região:   Piemonte

 

Uva:  100% Barbera d’Alba, vinha Colombaro em Serralunga d'Alba

 

 Amadurecimento: 20 meses em carvalho, sendo 20% em botti de 2000-5000 litros de vários anos e 80% em barricas francesas novas

 

Teor Alcóolico:  14,5%

 

Cor:  vermelho púrpura potente, brilhante e límpido

 

Aroma:  mostra cereja vermelha, geléia de framboesa, baunilha, especiarias (canela, noz-moscada), alcaçuz e toques florais

 

Sabor:  apresenta um bom corpo, com taninos evidentes, bem integrados com boa acidez e intensa concentração de frutas

 

Final:  Longo  , com intenso frutado

 

Avaliação:  91 /100 Pontos

 

Preço:  R$289,00, por R$ 202,00  na Enoteca Decanter Rio Preto

 

Observação:  é um dos melhores modernos Barbera d'Alba, com aromas sutis, taninos graves e acidez fresca da variedade.

 

Publicado em: 21/07/2014

Pio Cesare Oltre 2008

 

 

Pio Cesare Oltre 2008

 

Produtor:  Pio Cesare

 

País:  Italia

 

Região:   Piemonte

 

Uva:  70% Nebbiolo, 25% Barbera, 5% Cabernet e  Merlot, vinhedos localizados em Barolo e Barbaresco

 

 Amadurecimento: 30 meses em carvalho, sendo 50% em botti de 2000-5000 litros de vários anos e 50% em barricas francesas novas

 

Teor Alcóolico:  14,%

 

Cor:  vermelho rubi intenso, brilhante e límpido

 

Aroma:  mostra muita complexidade, com cereja negra, cassis, alcaçuz, tabaco, chocolate amargo e tom balsâmico

 

Sabor:  apresenta um bom corpo  repetindo a complexidade do olfato, com taninos finos e bem integrados.

 

Final:  Longo  final, com frutado, chocolate e toques balsâmicos se mostrando

 

Avaliação:  90 /100 Pontos

 

Preço:  R$204,00, por R$ 142,00  na Enoteca Decanter Rio Preto

 

Observação: um vinho  de boa potência e complexidade.

 

 

Publicado em: 21/07/2014

Pio Cesare Il Nebbio 2911

 

 

Pio Cesare Il Nebbio 2911

 

Produtor:  Pio Cesare

 

País:  Italia

 

Região:  Langhe, Piemonte

 

Uva:  100% Nebbiolo

 

Amadurecimento: rápida passagem em inox, para exaltar as notas frescas, frutadas e florais da variedade. 

 

Teor Alcóolico:  13,5%

 

Cor:  vermelho rubi intenso, brilhante e límpido

 

Aroma:  mostra morango, framboesa,violeta, pimenta  e toque

 

Sabor:  apresenta um corpo médio, com taninos finos, bem integrados às frutas e uma leve adstringência.

 

Final:  Bom final, onde o frutado se apresenta

 

Avaliação:  89 /100 Pontos

 

Preço:  R$ 166,00, por R$ 116,00  na Enoteca Decanter Rio Preto

 

Observação: um vinho delicado, que passou por pequena maceração carbônica e mostra muita fruta.

 

Publicado em: 20/07/2014

Pio Cesare Barolo Ornato 2008

 

 

Pio Cesare Barolo Ornato 2008

 

Produtor:  Pio Cesare

 

País:  Italia

 

Região:  Piemonte

 

Uva:  100% Nebbiolo, do vinhedo Ornato, em Serralunga d’Alba

 

Amadurecimento:  36 meses em barricas bordalesas novas de carvalho para 70% do vinho; para os outros 30%, envelhecimento de 36 meses em "botti", barris de 2000 a 5000

 

Teor Alcóolico:  14,5%

 

Cor:  vermelho rubi intenso, brilhante e límpido

 

Aroma:   mostra muita fruta, tabaco,flores, mentol, ervas,especiarias, chocolate e toque mineral

 

Sabor:  as sensações do olfato se repetem com opulência e equilíbrio, em meio a taninos bem integrados e leve adstrigência

 

Final:  longo final achocolatado e mentol

 

Avaliação:  93/100 Pontos

 

Preço:  R$ 682,00, por R$ 477,00  na Enoteca Decanter Rio Preto

 

Observaçãoum vinho excepcional. O primeiro Barolo "Ornato" foi produzido em 1985. Desde então, só foi produzido em anos especiais. O carvalho parece menos intenso do que  se mostrava em safras anteriores , mostrando um  perfil de sabor  mais clássico.  Obteve 93 Pontos da Wine Advocate  e 97 Pontos de  James Suckling

 

Publicado em: 19/07/2014

Pio Cesare Barbera d'Alba 2011

 

 

Pio Cesare Barbera d’Alba 2011

 

Produtor:  Pio Cesare

 

País:  Italia

 

Região:  : Alba, Piemonte

 

Uva:  100% Barbera

 

Amadurecimento:  18 meses em carvalho, sendo 30% em barricas bordalesas e 70% em botti, barris de 2.500 a 5.500 litros de carvalho francês

 

Teor Alcóolico:  14%

 

Cor:  rubi brilhante, com halo granada, muito brilho e transparência

 

Aroma:  mostra amora negra, ameixa, cereja, ervas, alcaçuz e toques balsâmicos

 

Sabor:  apresenta um bom corpo, com taninos macios e bem integrados. Pontual adstrigência.

 

Final:  longo , com frutas, baunilha  e toques balsâmicos.

 

Avaliação:  90/100 Pontos

 

Preço:  R$ 169,00, por R$ 118,00, na Enoteca Decanter Rio Preto

 

Observação: um excelente vinho, com ótima tipicidade.

 

Per Bacco. Todos os direitos reservados.2014