Região:

min

max

Anuncie aqui

Aleitamento materno e Agosto Dourado: a Covid-19 trouxe impacto na amamentação?

Por Roberta Lara
(Atualizado em 17/08/2022 - 9h54)
Compartilhar

O aleitamento materno exclusivo é a forma mais completa de nutrição e bebês e considerada a base saudável para o crescimento e desenvolvimento infantil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa amamentação exclusiva dever atender os recém-nascidos a partir da primeira hora após o nascimento até pelo menos 6 meses, sendo que, o aleitamento complementar deve ir até 2 anos de idade.

Mas, será que com a pandemia da Covid-19 observamos mudanças nesse padrão entre as mães depois do parto?

Um estudo de 2022 mostrou uma taxa de amamentação exclusiva significativamente menor entre as mulheres que deram à luz durante o isolamento imposto pelo surto da COVID-19 do que as mães que deram à luz no ano anterior, em 2019. As mães nesse período relataram maiores níveis de estresse e ansiedade no momento da amamentação durante a pandemia, trazendo barreiras.

Durante o isolamento, a OMS recomendou o aleitamento materno e o alojamento conjunto, independentemente das mães ou seus bebês terem ou não suspeita ou confirmação de infecção por COVID-19. Alguns estudos mostraram que o leite materno de mães infectadas com o coronavírus é seguro para seus recém-nascidos, e outros pesquisadores não recomendaram a amamentação direta e sugeriram isolar as mães infectadas por 14 dias, o que gerou menor frequência do aleitamento materno para seus bebês.

As consequências da redução do aleitamento materno nos primeiros 6 meses são significativas: as crianças podem ter suas defesas corporais comprometidas, uma vez que o leite materno é rico em compostos imunomoduladores; podem ter problemas de crescimento e desenvolvimento físico e mental; na vida adulta, aumentam-se as chances de desenvolverem doenças crônicas e inflamatórias.

Por isso, no mês Agosto Dourado é preciso enfatizar a importância desse cuidado na fase de lactação e que o aleitamento materno não deve ser descontinuado em casos de infecção pelo coronavírus sem uma determinação de um médico especializado.

 

Fonte: Badr H, Alghamdi S. Breastfeeding Experience among Mothers during the COVID-19 Pandemic. Int J Environ Res Public Health. 2022 Apr 9;19(8):4535. doi: 10.3390/ijerph19084535. PMID: 35457403; PMCID: PMC9031857.