Região:

min

max

Anuncie aqui

Mood Food e o bem-estar da mente com a alimentação

Por Roberta Lara
(Atualizado em 25/05/2022 - 9h00)
Compartilhar

Você se sente feliz quando come algo que gosta? Todo mundo sim! Mas você sabia que existem alimentos fontes de nutrientes que atuam justamente nesse processo de melhora do humor e do bem-estar da mente?

A depressão e ansiedade são as condições de saúde mental mais comuns em todo o mundo, consideradas as principais causas de incapacidade. Elas afetam o bem-estar e o funcionamento de uma grande proporção da população.

Nos últimos anos, a nutrição e saúde mental ganharam considerável interesse, tendo em vista que muitos nutrientes e compostos demonstraram efeitos positivos quando consumidos com frequência. Algumas pesquisas epidemiológicas observaram que a adesão a padrões alimentares saudáveis ​​ou mediterrâneos, como o alto consumo de frutas, vegetais, nozes e legumes; consumo moderado de aves, ovos e laticínios; e o consumo ocasional de carne vermelha, estava associada a um risco reduzido de depressão.

Os estudos clínicos realizados nos últimos anos mostraram potenciais efeitos do consumo de carboidratos refinados no humor, onde a exposição experimental a dietas com alta carga glicêmica aumentou os sintomas depressivos em voluntários saudáveis, demonstrando que, apesar de um conforto mental momentâneo ao consumir esses alimentos, sua exposição em longo prazo pode potencializar a depressão e ansiedade.

 

O papel do intestino no cérebro: sempre em evidência!

 

A comida pode afetar nosso bem-estar mental por meio do efeito dos padrões alimentares no microbioma intestinal. Esse microbioma intestinal interage com o cérebro de maneira bidirecional usando vias de sinalização neurais, inflamatórias e hormonais.

Os efeitos neurocognitivos da dieta ocidental leva a um papel mediador da ativação imune sistêmica de baixo grau, levando a uma permeabilidade intestinal capaz de gerar metabólitos que interferem no equilíbrio do humor. Essa diminuição na função da barreira intestinal é resultante de uma dieta pobre em fibras e rica em gorduras saturadas, açúcares refinados e adoçantes artificiais.

Por conta disso, o consumo de uma dieta rica em fibras, polifenóis e ácidos graxos insaturados, como é o padrão da dieta mediterrânea, pode desenvolver componentes microbianos intestinais capazes de metabolizar essas fontes alimentares em metabólitos anti-inflamatórios. E esse fator é importante para modular o humor e bem-estar mental, uma vez que a inflamação cerebral é a causa principal do desenvolvimento de transtornos depressivos!

 

Referência

Firth, J., Gangwisch, JE, Borisini, A., Wootton, RE, & Mayer, EA (2020). Alimentação e humor: como a dieta e a nutrição afetam o bem-estar mental?. BMJ (Clinical research ed.) , 369 , m2382.