Região:

min

max

Anuncie aqui

Nutrição complementar em crianças: 5 passos para a introdução alimentar

Por Roberta Lara
(Atualizado em 27/07/2022 - 9h00)
Compartilhar

A introdução alimentar se inicia quando a criança completa 6 meses de idade, onde o leite materno se torna insuficiente para atender todas as demandas do seu crescimento e desenvolvimento. Para isso, é preciso muito cuidado com os alimentos e a forma como são oferecidos nessa fase, uma vez que é onde se inicia a construção de hábitos dessa criança até sua fase adulta. Veja 5 passos para te ajudar esse período:

 

  1. Comece com caldos e sopas de legumes e hortaliças

Opte sempre por um a dois legumes em cada preparação, sem temperos fortes, apenas com o legume batido e um pouco de sal. Adicionar, a cada dose, 5 ml de azeite de oliva para enriquecer com gordura saudável.

 

  1. Papas de cereais e frutas

Use cereais como aveia sem glúten e preparar papas sem açúcar, misturando com frutas amassadas como a banana ou mamão. Não ofereça mel antes da criança completar 1 ano de idade. Separadamente, ofereça a fruta in natura para estimular a construção do hábito.

 

  1. Carnes e peixes

Aos 6 meses, inclua carnes e peixes no triturador em uma quantidade de 30 gramas ao dia, sempre optando por carnes magras. Para vegetarianos, introduza o tofu fresco e opções de leguminosas batidas como feijão e grão de bico.

 

  1. Se possível, mantenha o aleitamento materno complementar.

O leite materno é a fonte essencial de lactoferrinas, que são compostos imunomoduladores que encontramos apenas no leite animal, onde não se recomenda oferecer nessa fase da vida da criança.

 

  1. Tenha paciência e faça o processo devagar.

Criar uma alimentação saudável a uma criança não é uma tarefa simples. Requer planejamento, organização, cuidados e muita paciência. Se a criança rejeitar de início os alimentos, não desista e continue tentando nos próximos dias, respeitando as limitações do seu filho.