Região:

min

max

Anuncie aqui

Semana Mundial do Meio Ambiente: um olhar para seu consumo alimentar

Uma pesquisa mostrou que 90% dos brasileiros buscam uma alimentação mais saudável e nutritiva consumindo produtos vegetais.

Por Roberta Lara
(Atualizado em 03/06/2022 - 11h09)
Compartilhar

Em primeiro de junho inicia-se a Semana do Meio Ambiente e as ações de conscientização sobre a importância de hábitos de estilo de vida equilibrados que cuidem do planeta e do meio ambiente, incluindo a alimentação.

Em 2020, a Ingredion realizou uma pesquisa em parceria com a Consultoria Opinaia, divulgada no site da Sociedade Vegetariana Brasileira, que mostrou que em torno de 90% dos brasileiros buscam uma alimentação mais saudável e nutritiva consumindo produtos vegetais, pensando na qualidade e no menor impacto ao meio ambiente. Isso porque muitas pesquisas atuais mostram que a produção de alimentos cárneos e lácteos, em todo o mundo, é responsável pela maior devastação de florestas, uso exacerbado de água, uso de rações a base de soja e transgênicos e produção em massa de carnes com antibióticos.

A dieta plant based e a saúde planetária

Um estudo chamado de ‘O Consumidor Brasileiro e o Mercado Plant Based’, elaborado em 2020 pelo The Good Food Institute (GFI), mostrou que em torno de 49% dos participantes reduziram a ingestão de carne nos últimos 12 meses, e destes, 85% afirmaram que experimentariam carnes vegetais que fossem idênticas às de origem animal.

A população aumentou sua consciência a respeito desse consumo e mudou o mindset, aos poucos para novas experiências de sabores. Com isso, o movimento “Segunda Sem Carne” quadriplicou, onde grande parte da população adotou um ou mais dias sem consumir nenhum tipo de alimento ou bebida de origem animal.

A pesquisa ainda enfatizou a mudança no comportamento dos consumidores, na qual mais de 30% das pessoas já escolhem opções veganas em restaurantes. Novos sabores, novas experiências e mais cuidado ao ambiente fazem parte das vantagens de se adotar uma dieta plant based, que pode começar com o flexitarianismo, movimento na qual há redução do consumo de carnes até o momento da retirada maior da dieta. Acreditem: um único dia sem consumir esses alimentos faz toda a diferença no mundo!

Aumente as proteínas vegetais do seu prato: sementes, grãos integrais, cereais, leguminosas, legumes, cogumelos e muito mais!

 

Fontes: Ingredion/Opinaia; Sainsbury’s; ‘O Consumidor Brasileiro e o Mercado Plant Based’, The Good Food Institute (GFI); Sociedade Vegetariana Brasileira.