Região:

min

max

Anuncie aqui

Setembro Vermelho: o estilo de vida na prevenção de doenças cardiovasculares

Por Roberta Lara
(Atualizado em 14/09/2022 - 19h27)
Compartilhar

Um mês destinado à conscientização das doenças cardiovasculares e de como o estilo de vida é o fator determinante para aumento ou diminuição do risco! No Brasil, as doenças cardiovasculares representam as principais causas de mortes. Segundo OMS, estipula-se que em 2040 haverá aumento de até 250% desses eventos cardíacos no país.

Os fatores modificáveis são os principais a serem ajustados com intuito de prevenção e redução do risco. De acordo com um estudo de 2020, algumas mudanças ocorrem na saúde cardiovascular relacionando o estilo de vida como foco terapêutico:

 

  1. A perda de peso por meio da relação entre dieta e exercícios está associada a menos recorrências de fibrilação atrial

Estudos mostram o benefício da perda de peso em combinação com outras estratégias para controlar os fatores de risco na fibrilação atrial, principalmente com dietas ricas em proteínas e baixo índice glicêmico, junto a exercícios de baixa intensidade, podem ser efetivos nas reduções no índice de massa corporal em pacientes cardiopatas.

 

  1. O exercício recreativo, principalmente caminhada, promove benefícios cardioprotetores

Estudos observacionais mostram que o exercício, em qualquer intensidade recreativa, está associado à redução do risco de agravos cardíacos e arritmias, e que uma hora de caminhada por dia pode reduzir 40% desse risco.

 

O Posicionamento sobre Gorduras e Saúde Cardiovascular, em 2021, indica alguns manejos dietéticos para prevenção:

  1. Priorizar padrões alimentares saudáveis e não um alimento isolado;
  2. Exclusão de gorduras trans na alimentação;
  3. Estimular o consumo de gorduras insaturadas presentes no abacate e azeite;
  4. Consumir ALA por meio da uma colher de sopa de semente de linhaça todos os dias;
  5. Modular a microbiota intestinal com probióticos e fibras;
  6. Ajustar o consumo de gorduras saturadas que aumentam a permeabilidade do intestino;
  7. Consumir flavonoides e compostos ativos antioxidantes e anti-inflamatórios presentes em ervas e especiarias naturais.

 

Fonte: Fanous Y, Dorian P. Lifestyle modification for the management of atrial fibrillation. CMAJ. 2020 Nov 16;192(46):E1469. doi: 10.1503/cmaj.201084. PMID: 33199453; PMCID: PMC7683005.

 

Os comentários estão desativados.