Região:

min

max

Anuncie aqui

Você sabe o que é escala Nutri-Score?

Por Roberta Lara
(Atualizado em 01/07/2022 - 9h01)
Compartilhar

Você já ouviu falar em escala Nutri-Score em produtos industrializados? Uma conduta já estabelecida na Europa, o Nutri-Score é um sistema de avaliação de perfis nutricionais encontrado na parte da frente das embalagens. Apresenta uma escala de cinco níveis que combina letras e cores, na qual os consumidores conseguem se informar sobre o perfil nutricional de um produto alimentar nas gôndolas do mercado.

Desenvolvido pela autoridade francesa Santé Publique France que realizou um algoritmo único, avaliando por meio do valor energético os nutrientes a limitar, como açúcares, gorduras saturadas e sódio (sal), assim como os nutrientes a promover como fibra e proteína, com base em 100 gramas ou 100 mililitros de produto ou bebida. Ainda, é avaliado se há a presença de frutas, óleos e outros ingredientes na composição do produto como forma de classificação.

Com base nos componentes, o produto pode ser avaliado na escala Nutri-Score em 5 fases: com um “A” – verde escuro, sendo a melhor classificação e termina em um “E” – vermelho (a pior classificação, a consumir de forma moderada). A escala de cores e letras torna possível comparar o perfil nutricional dos produtos disponíveis no mercado, de uma forma visual e simples de entender.

Esse olhar torna-se mais uma ferramenta no dia a dia em busca de induzir escolhas mais saudáveis, até mesmo dos produtos processados industrializados, para manter um estilo de vida equilibrado. Além de avaliar a lista de ingredientes e a tabela nutricional, essa escala ajuda a entender se o produto pode ser consumido com mais frequência ou não.

Limitações e diferenças com o Brasil

O modelo de rotulagem Nutri-Score, avaliado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não é o mesmo implementado na França, onde o sistema classifica os alimentos de A a E, nota que representa uma síntese do cruzamento de elementos negativos (calorias, sal, gorduras e açúcares) e positivos (frutas, vegetais, legumes, oleaginosas, fibras e proteínas).

Em sua adaptação para o Brasil, a Abran – Associação Brasileira de Nutrição indica, além da escala, uma classificação individual para cada um dos sete elementos. As notas individuais variam de 0 a 10 e seriam sinalizadas ao consumidor com pequenos sinais de mais (+), sendo que, quanto mais sinais no produto, mais crítico ele apresenta em relação à sua matriz nutricional.