Região:

min

max

Anuncie aqui

Lesões e atividades físicas

Por Mariana Dias
(Atualizado em 27/07/2022 - 11h00)
Compartilhar

Como alguém que treina há muito tempo, eu já me machuquei algumas vezes. É bem raro encontrar quem pratica atividades físicas durante toda a vida e nunca tenha passado por alguma lesão, por menor que ela seja. É difícil, mas faz parte, e a forma como lidamos com isso é fundamental para a recuperação e para voltarmos a fazer o que tanto amamos.

Felizmente nunca tive nenhuma lesão grave que exigisse realizar uma cirurgia, mas já tive pequenas lesões que me obrigaram a ficar afastada das atividades que eu gostava no momento. A parte mental é com certeza o mais difícil quando estamos passando por essa fase.

Lesões e atividades físicas (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

As atividades físicas para mim e para a maioria das pessoas que não é atleta profissional, funcionam como uma válvula de escape para o stress, a rotina, além de todos os benefícios físicos. E quando você se vê com dor, perdendo os resultados que conquistou com tanto empenho e ainda sem poder se exercitar para aliviar toda essa tensão, a mente dá uma surtada (risos). Na hora da lesão é que entendemos a verdadeira força que precisamos ter, não fisicamente, mas mentalmente. Mente sã no corpo são.

Pela minha experiência tenho algumas dicas que podem nos ajudar a passar por esses períodos. Primeiro, é sempre procurar ajuda, tanto médica quanto de um profissional de educação física. Muitas vezes aquela dorzinha que vai e volta pode ser tratada com medidas simples e você não precisará ficar totalmente parado. O acompanhamento profissional pode te indicar o melhor tratamento e outras atividades que você possa realizar enquanto se trata. Dessa forma, é muito mais fácil manter o foco para se recuperar totalmente.

Eu sou naturalmente ansiosa e agitada e ficar sem gastar todo esse acúmulo de energia é bem difícil. Então todas as vezes que precisei dar uma pausa tento encontrar alguma atividade que eu possa praticar, seja uma caminhada ou um treino adaptado. Se realmente for necessário repouso absoluto o melhor é aceitar, aproveitar para se dedicar a outras atividades, ler, assistir algo e meditar. Sempre penso que tudo é treino. Se movimentar é treino, repousar também.

Também é importante entender que a mesma dedicação que temos para praticar exercícios precisamos ter para cumprir a rotina de tratamento e pausa. Isso será primordial para garantir a retomada depois.

Lesões e atividades físicas (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

Após a volta, é bom ir com calma, ter paciência e estabelecer novas metas, lembrando sempre que seu corpo está diferente. É totalmente possível se recuperar e ficar melhor do que antes, mas seu corpo passou por um processo e é necessário ter paciência nessa etapa. Caso não consiga realizar algum movimento que era simples, se o rendimento cair, é absolutamente normal e esperado. Acolha sua dor e frustração, e se necessário busque ajuda psicológica também.

E infelizmente às vezes acontece de não podermos voltar a praticar exatamente como antes ou aquela mesma atividade, mas sempre há possibilidade de adaptar a prática ou novas atividades para conhecer e se apaixonar.

O fundamental é não deixar que a possibilidade de se lesionar nos impeça de realizar atividades físicas. Quem fica deitado no sofá o dia inteiro também pode se lesionar de outras formas e não ganha todos os benefícios que ser ativo traz. Um corpo forte e saudável sempre terá uma recuperação melhor e mais rápida do que alguém que não se exercita. Então, não use o risco de se lesionar como motivo para ficar parado, se movimentar é sempre a melhor saída!