Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 10 de junho de 2022

Confira o resumo do mercado financeiro

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 10/06/2022 - 11h04)
Compartilhar

Dados de fechamento em 09/06/2022 (quinta-feira)

 

Ibovespa: queda 1,18% aos 107.145 pontos.

Dólar Comercial de Venda: alta de 0,52% a R$ 4,912.

 

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (6): +0,37%, a R$ 4,7962
  • Terça-feira (7): +1,64%, a R$ 4,8742
  • Quarta-feira (8): +0,33% a R$ 4,8901
  • Quinta-feira (9): +0,52% a R$ 4,912

 

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • Segunda-feira (6): -0,82% (110.186 pontos)
  • Terça-feira (7): -0,11% (110.069 pontos)
  • Quarta-feira (8): -1,55% (108.368 pontos)
  • Quinta-feira (9): -1,18% (107.145 pontos)

 

Cenário:

O Ibovespa fechou em baixa de 1,18%, aos 107.093 pontos. Ao longo do pregão o índice oscilou entre a mínima de 107.067 pontos e a máxima de 108.510 pontos. O volume financeiro registrado no dia foi de R$ 25,8 bilhões.

O índice acelerou as perdas nas últimas horas do pregão desta quinta-feira (9) e teve a sua quinta sessão consecutiva em baixa, com investidores atentos a pressão global em combustíveis, dados de inflação e ao consequente impacto na política monetária dos bancos centrais.

No exterior, investidores se posicionam com cautela para aguardar a publicação da inflação dos Estados Unidos, que sai nessa sexta, com impacto no arranjo da alta de juros pelo Federal Reserve. Além disso, novos lockdowns na China, em Xangai, também trouxeram pessimismo, pressionando commodities. Também influenciou o mercado a indicação do Banco Central Europeu (BCE) de alta de juros em julho e setembro.

Com a situação na China, as ações do setor de mineração e siderurgia foram destaques negativos do Ibovespa. A CSN foi a principal queda percentual, caindo 6,55%. A mineradora Vale foi o principal destaque negativo por peso no Ibovespa, caindo 3,38%.

O dólar fechou em alta de 0,52%, a R$ 4,915, depois de oscilar entre R$ 4,86 e R$ 4,92. A alta da divisa americana foi em meio a preocupações de aumento da inflação mundial e de desaceleração da economia global.

Foi divulgado o IPCA, inflação oficial, que foi de 0,47% em maio, resultado abaixo do consenso do mercado, que esperava 0,60%. Em abril, a leitura do indicador foi de 1,06%. No ano, o IPCA acumula alta de 4,78% e, nos últimos 12 meses, de 11,73%, abaixo dos 12,13% observados nos 12 meses imediatamente anteriores.

 

Principais eventos e indicadores:

– Sexta-feira (10): Vendas Varejo (BRA). IPC (EUA).

 

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start.