Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 12 de setembro de 2022

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 12/09/2022 - 10h16)
Compartilhar

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (5): -0,59%, a R$ 5,1540
  • Terça-feira (6): +1,63%, a R$ 5,2381
  • Quarta-feira (7): feriado
  • Quinta-feira (8): -0,61%, a R$ 5,20
  • Sexta-feira (9): -1,13%, a R$ 5,1476
  • Semana: -0,70%

 

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • Segunda-feira (5): +1,21%, aos 112.203 pontos
  • Terça-feira (6): -2,17%, aos 109.763 pontos
  • Quarta-feira (7): feriado
  • Quinta-feira (8): +0,14%, aos 109.915 pontos
  • Sexta-feira (9): +2,17%, aos 112.300 pontos
  • Semana: +1,3%

 

O dólar, sexta-feira (9), fechou em baixa de 1,13%, a R$ 5,1476. Ao longo do dia, a moeda norte-americana oscilou entre R$ 5,1422 e R$ 5,2031.

O Ibovespa fechou em alta de 2,17%, aos 112.300 pontos. O volume negociado no dia ficou em R$ 24,42 bilhões. Na semana, o índice acumulou alta de 1,3%.

O Ibovespa terminou a sessão desta sexta-feira (9) com uma alta expressiva, tendo uma série de fatores favoráveis ao desempenho do índice. O índice de referência da B3 acompanhou a alta das Bolsas em Nova York e também foi impulsionado por ações de peso, que ganharam fôlego com a valorização das commodities no mercado internacional. Assim, a Bolsa termina não só o dia, mas também a semana com um saldo positivo.

Dentre as ações de maior peso da carteira, destaque para os papéis da Vale, que subiu 7,81% e fechou entre as maiores altas do índice. O papel refletiu a valorização do minério de ferro, que subiu quase 4% hoje na Bolsa chinesa de Dalian, depois que Pequim sinalizou com novas medidas de estímulo à economia. Siderúrgicas também foram destaque e CSN foi a segunda maior alta do Ibovespa, subindo 8,87%.

O petróleo também subiu no mercado internacional, mas não conseguiu dar fôlego à Petrobras, que fechou com ligeira baixa no pregão de hoje.

Foi uma semana mais curta com dois feriados importantes e liquidez abaixo da média. Na segunda-feira (5), as Bolsas em Nova York não abriram em função do Dia do Trabalho. Por aqui, a B3 não funcionou na quarta-feira (7), com as comemorações do Dia da Independência. Mas os últimos dias também foram atribulados, com a notícia de corte de fornecimento de gás para a Europa pela estatal russa Gazprom, uma série de indicadores econômicos e novos discursos de dirigentes do Federal Reserve sobre o combate à inflação nos Estados Unidos.

O IPCA de agosto recuou 0,36% configurando nova deflação, conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Trata-se do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e, em julho, a variação havia sido de -0,68%.

No ano, o IPCA acumula alta de 4,39% e, nos últimos 12 meses, de 8,73%, abaixo dos 10,07% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2021, a variação havia sido de 0,87%.

Os Estados Unidos tiveram uma queda de 1,4% nas vendas no atacado no mês de julho em relação aos valores revisados do mês de junho. O índice de negociações chegou a US$ 698 bilhões, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo Census Bureau, órgão de estatísticas do governo norte-americano.

O índice de junho, que era de aumento de 1,8% em relação a maio, foi revisado para 1,6%. Embora os dados sejam preliminares e, por isso, passíveis de revisão, o valor aponta uma redução na atividade econômica, fruto das medidas de aperto monetário tomadas nos últimos meses pelo Federal Reserve (Fed) em busca da redução da inflação, que está em torno de 8,5% nos EUA no acumulado dos últimos 12 meses.

Boletim Focus

O Boletim Focus desta semana, divulgado pelo Banco Central brasileiro, refletindo a mediana de 200 players que operam no mercado, aponta as seguintes projeções:

Em resumo: inflação em queda, PIB em alta, Juros e Dólar sem alteração. Lembrando que Juros e Dólar Comercial de Venda são indicadores de virada de ano.

Calendário Econômico:

 

Segunda-feira (12):

Brasil

  • FIPE: IPC (semanal)
  • FGV: IGP-M (1ª prévia) (set)
  • Secex: Balança comercial (semanal)

EUA

  • Relatório mensal da produção mundial de grãos

 

Terça-feira (13)

Brasil

  • IBGE: Pesquisa Mensal de Serviços (jul)

Alemanha

  • Índice de preços ao consumidor (ago)
  • Levantamento ZEW de sentimento econômico (set)

EUA

  • Confiança do pequeno empresário (ago)
  • Índice de preços ao consumidor (ago)
  • Resultado fiscal mensal (ago)

 

Quarta-feira (14)

Brasil

  • IBGE: Pesquisa Mensal de Comércio Restrita (jul)
  • IBGE: Pesquisa Mensal de Comércio Ampliado (jul)
  • BCB: Fluxo Cambial (semanal)

Área do Euro

  • Produção industrial (jul)

EUA

  • Índice de preços ao produtor (ago)

 

Quinta-feira (15)

Brasil

  • BCB: Índice IBC-Br de atividade econômica (jul)

Reino Unido

  • Banco Central anunciará decisão de política monetária

EUA

  • Índice Empire Manufacturing de atividade (set)
  • Vendas no varejo (ago)
  • Pedidos de auxílio desemprego (semanal)
  • Índice de atividade do Fed Filadélfia (set)
  • Produção industrial (ago)

China

  • Produção industrial (ago)
  • Investimento em ativos fixos (ago)
  • Taxa de desemprego (ago)
  • Vendas no varejo (ago)

 

Sexta-feira (16)

Brasil

  • FGV: IPC-S (semanal)
  • FGV: IGP-10 (set)
  • CNI: Sondagem Industrial (ago)

Área do Euro

  • Índice de preços ao consumidor (ago)

EUA

  • Índice de confiança da Universidade de Michigan (set) – preliminar

 

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start, e-investidor

 

 

Os comentários estão desativados.