Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 14 de setembro de 2022

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 14/09/2022 - 10h45)
Compartilhar

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (12): -0,98%, a R$ 5,0974
  • Terça-feira (13): +1,77%, a R$ 5,1875
  • Semana: +0,79%

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • Segunda-feira (12): +0,98%, aos 113.406 pontos
  • Terça-feira (13): -2,30%, aos 110.793 pontos

 

dólar fechou em alta de 1,77%, a R$ 5,1875. Ao longo do dia a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,0790 e a máxima de R$ 5,2085.

Ibovespa fechou com queda de 2,30%, aos 110.793 pontos. Ao longo do pregão, o índice variou entre 110.521 e 113.400 pontos. O volume financeiro foi de R$ 25,2 bilhões.

Foi divulgada a Pesquisa Mensal de Serviços, do IBGE, que subiu 1,1% em julho, ante projeção de 0,7%.

Este é o terceiro resultado positivo seguido do indicador, que se encontra 8,9% acima do patamar pré-pandemia e 1,8% abaixo do seu nível mais alto, de novembro de 2014.

O dado pode mexer nas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) do país, estimado em 2,39% ao ano, segundo o último Boletim Focus, ante 2,26% da semana passada. Esta foi a 11ª elevação de projeção para o indicador.

Sobre o PIB, o ministro das Comunicações, Fabio Faria, afirmou ontem que espera aumento devido à chegada do 5G no campo. Para o ministro, o agronegócio deve crescer até 10% com o aumento da qualidade da produção com a chegada da tecnologia.

Na quinta (15), será divulgado o IBC-Br de julho, prévia do PIB, com projeção de alta de 0,45%.

O Focus de ontem também trouxe a 11ª revisão para baixo da inflação (IPCA), agora projetada em 6,40% em 2022.

Para a Selic, a projeção segue em 13,75% – vale lembrar que, no dia 21, Brasil e EUA definem taxa de juros, no que popularmente é conhecido como Super Quarta. Por aqui, a estimativa dominante é de manutenção da taxa básica de juros. Mas parte do mercado crê em um aumento residual em setembro, possivelmente de 0,25 ponto porcentual.

Nos EUA, destaque para o indicador mais aguardado da semana: o Índice de Preços ao Consumidor (IPC ou CPI na sigla em inglês) de agosto, que teve alta de 0,1%, ante expectativa de deflação de 0,1%. A divulgação da inflação atingiu em cheio os mercados norte-americanos que fecharam em forte queda.

Ontem foi divulgado ainda que o desemprego no Reino Unido recuou de 3,8% para 3,6% no trimestre até julho, o menor desde 1974.

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da China, XI Jinping, devem se encontrar no Uzbequistão, dias 15 e 16, em reunião que deve fortalecer a aliança entre ambos os países. A Casa Branca acendeu o alerta: “Deixamos claras nossas preocupações sobre a aliança entre China e Rússia”, afirmou a porta-voz Karine Jean-Pierre.

Ainda assim, a Ucrânia recuperou importantes territórios e obrigou exército russo a recuar em algumas localidades. Isso fez com que 18 legisladores municipais das cidades de Moscou, São Petersburgo e Kolpino assinassem uma declaração pública para a remoção de Putin.

 

Calendário Econômico:

 

Quarta-feira (14)

 

Brasil

  • IBGE: Pesquisa Mensal de Comércio Restrita (jul)
  • IBGE: Pesquisa Mensal de Comércio Ampliado (jul)
  • BCB: Fluxo Cambial (semanal)

Área do Euro

  • Produção industrial (jul)

EUA

  • Índice de preços ao produtor (ago)

 

Quinta-feira (15)

Brasil

  • BCB: Índice IBC-Br de atividade econômica (jul)

Reino Unido

  • Banco Central anunciará decisão de política monetária

EUA

  • Índice Empire Manufacturing de atividade (set)
  • Vendas no varejo (ago)
  • Pedidos de auxílio desemprego (semanal)
  • Índice de atividade do Fed Filadélfia (set)
  • Produção industrial (ago)

China

  • Produção industrial (ago)
  • Investimento em ativos fixos (ago)
  • Taxa de desemprego (ago)
  • Vendas no varejo (ago)

 

Sexta-feira (16)

Brasil

  • FGV: IPC-S (semanal)
  • FGV: IGP-10 (set)
  • CNI: Sondagem Industrial (ago)

Área do Euro

  • Índice de preços ao consumidor (ago)

EUA

  • Índice de confiança da Universidade de Michigan (set) – preliminar

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start, e-investidor

 

Os comentários estão desativados.