Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 18 de julho de 2022

Confira o resumo do mercado financeiro

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 18/07/2022 - 10h26)
Compartilhar

Dados de fechamento em 15/07/2022 (sexta-feira)

Ibovespa: alta de 0,45% aos 98.551 pontos.
Dólar Comercial de Venda: queda de 0,52% a R$ 5,4049.

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:
• Segunda-feira (11): +1,96%, a R$ 5,3710
• Terça-feira (12): +1,27%, a R$ 5,4391
• Quarta-feira (13): -0,61%, a R$ 5,4058
• Quinta-feira (14): +0,51%, a R$ 5,4333
• Sexta-feira (15): -0,52%, a R$ 5,4049
• Semana: +2,61%

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:
• Segunda-feira (11): -2,07%, aos 98.212 pontos
• Terça-feira (12): +0,06%, aos 98.271 pontos
• Quarta-feira (13): -0,40%, aos 97.881 pontos
• Quinta-feira (14): -1,80%, aos 96.120 pontos
• Sexta-feira (15): +0,45%, aos 96.551 pontos
• Semana: -3,73%

Cenário:

O Ibovespa sexta-feira (15) fechou com alta de 0,45% aos 96.551 pontos. Ao longo do dia a bolsa oscilou entre a mínima de 95.266 e 96.970 pontos. O volume financeiro do dia foi de R$ 20,4 bilhões. Na semana, o índice acumulou retração de 3,73%.

O dólar fechou em baixa de 0,52%, a R$ 5,4049. Ao longo do dia a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,3756 e a máxima de R$ 5,4485. Na semana, fecha com elevação acumulada de 2,61%.

Repercutiu a melhora de perspectiva para o Brasil apontada pela Fitch, que reafirmou o rating BB- do país, mas alterando a perspectiva de negativa para estável.

Outro ponto positivo foi o Boletim Macrofiscal de julho, do Ministério da Economia, que revisou para cima a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2022 de 1,5% para 2%. Para 2023, o PIB foi mantido em 2,5%. Para a inflação oficial, medida pelo IPCA, a projeção foi de 7,9% para 7,2%. Para 2023, foi de 3,6% para 4,5%. A revisão da atividade econômica se dá, em grande medida, pelo resultado das pesquisas mensais do IBGE já divulgadas, como a Pesquisa Mensal de Serviços, que veio bastante positiva.

Ainda sobre o PIB, o Banco Central divulgou na quinta-feira (14) o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) de maio, que recuou 0,11%, ante recuo de 0,44% em abril e expectativa de alta de 0,2%. Na comparação com maio de 2021, a alta é de 3,74%.

A semana passada chegou ao fim com mudanças na perspectiva de aperto monetário pelo Federal Reserve (Fed), após o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) subir 9,1%, acima da expectativa de 8,8%, na maior leitura desde 1981. A expectativa dominante é a de que o comitê de política monetária dos EUA, Fomc, suba os juros em 0,75 pontos-base, mas com alguns agentes do mercado apontando para a possibilidade de um ajuste ainda mais forte, de 1 ponto.
O Índice de Preços ao Produtor (PPI) também ficou acima da projeção – 1,1% ante expectativa de 0,9%.

E o Livro Bege, relatório do Federal Reserve (FED) sobre seus 12 distritos, apontou que a situação econômica dos EUA sofrerá um enfraquecimento da demanda nos próximos seis a 12 meses.

Outro destaque foram as vendas no varejo dos EUA, que subiram 1% em junho, acima da estimativa de 0,9%.

Na zona do euro, a balança comercial apontou déficit de 26,3 bilhões de euros, enquanto na China o Produto Interno Bruto (PIB) decepcionou: cresceu 0,4% no 2TRI22 na base anualizada, quando a previsão era de 0,9%. A produção industrial chinesa subiu 3,9%, também abaixo do esperado (4,4%).

O Boletim Focus do Banco Central brasileiro trouxe as previsões do mercado para inflação: 7,54% em 2022 e 5,20% em 2023. PIB: 1,75% para 2022 e 0,50% para 2023. Câmbio: R$ 5,13 na virada de 2022 e R$ 5,10 na virada de 2023. Taxa Selic: 13,75% na virada deste ano e 10,75% na virada do ano que vem.

Principais eventos e indicadores (semana de 18/07 a 23/07):

Segunda-feira, 18 de julho
• IPC-S segunda leitura de julho, FGV
• IGP-10, FGV
• Monitor do PIB, FGV
• Balança Comercial Semanal

Terça-feira, 19 de julho
• IPC-Fipe, Fipe
• Índice de Preços ao Consumidor da zona do euro

Quarta-feira, 20 de julho
• IGP-M, segunda prévia julho, FGV
• Confiança do consumidor zona do euro
• Resultados setoriais, CNI
• Fluxo cambial semanal, BC

Quinta-feira, 21 de julho
• Decisão de taxa de juros do Banco Central Europeu
• Novos pedidos de auxílio-desemprego

Sexta-feira, 22 de julho
• PMI Industrial, de Serviços e Composto da zona do euro
• PMI Industrial, de Serviços e Composto dos EUA

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start.