Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 18 de maio de 2022

Confira o resumo do mercado financeiro

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 18/05/2022 - 15h04)
Compartilhar

Dados de fechamento em 17/05/2022 (terça-feira)

 

Ibovespa: alta de 0,51% aos 108.789 pontos.

Dólar Comercial de Venda: queda de 2,15% a R$ 4,9429.

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:
• Segunda-feira (16): -0,12% a R$ 5,051
• Terça-feira (17): -2,15% a R$ 4,9429
• Semana: -2,27%

 

Segue a cotação diária do Euro (comercial de venda) no fechamento:
• Segunda-feira (16): +0,15% a R$ 5,27
• Terça-feira (17): -1,10% a R$ 5,21
• Semana: -0,95%

 

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:
• Segunda-feira (16): +1,22% (108.232 pontos)
• Terça-feira (17): +0,51% (108.789 pontos)
• Semana: +1,22%
• 2022: +5,62%

 

Cenário

O Ibovespa fechou a sessão desta terça-feira (17) em alta de 0,51%, aos 108.789 pontos. A mínima para o dia bateu em 108.244 pontos enquanto a máxima foi de 109.773 pontos. A movimentação financeira diária foi de R$ 32,3 bilhões.
Destaque de ontem foi o IGP-10, da FGV, que teve forte desaceleração no mês – de 2,48% para 0,10%, abaixo das expectativas de 0,33%. O IPC-Fipe também desacelerou na segunda leitura do mês: de de 1,33% para 1,04%.

Bruno Serra, diretor de Política Monetária do Banco Central, afirmou que a Selic estável é vista com bons olhos. “Uma taxa de juros parada por mais tempo é melhor”, disse. O mercado interpretou que o fim do ciclo de alta está mesmo próximo. Vale lembrar que a Selic teve dez subidas sequenciais, estando atualmente em 12,75%. E que o mercado segue sem a consolidação das projeções das principais casas de análise, via Boletim Focus, devido à greve dos servidores.

No exterior, atenções voltadas para novo discurso de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano. Após ele sinalizar que considera improvável uma alta de 0,75 ponto porcentual de juros em junho, os demais dirigentes do Fed vêm seguindo a mesma linha. O mercado já precifica pelo menos mais duas subidas sequenciais de 0,5 p.p..
Foi anunciada a segunda estimativa para o PIB da zona do euro no primeiro trimestre, que cresceu 0,3%, acima da projeção de 0,2%. Na comparação anual, a alta é de 5,1%. A região vive o conflito na Ucrânia e a alta de juros por lá é esperada para começar em julho.

Sobre o conflito, ele pode ganhar novos episódios, com a tentativa de entrada na Otan por Finlândia e Suécia. A Rússia promete “resposta a qualquer ameaça”.

Em indicadores, as vendas no varejo dos EUA subiram 0,9%, ante projeção de 1%. A produção industrial subiu 1,1% em abril, acima da projeção de 0,5%.

A China registra forte desaceleração nos novos casos de Covid, o que viabiliza a reabertura do comércio.

 

Principais eventos e indicadores (semana de 09/05 a 13/05):

– Quarta-feira (18): Fluxo Cambial (BRA). Estoques de Petróleo (EUA).
– Quinta-feira (19): Pedidos de Auxílio Desemprego (EUA).
– Sexta-feira (20): Receita Tributária Federal (BRA).
* devido à greve do Bacen não devem ser divulgados

 

 

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start.