Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 2 de junho de 2022

Confira o resumo do mercado financeiro

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 03/06/2022 - 9h34)
Compartilhar

Dados de fechamento em 01/06/2022 (quarta-feira)

 

Ibovespa: alta de 0,01% aos 111.359 pontos.

Dólar Comercial de Venda: alta de 1,08% a R$ 4,8041.

 

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (30): +0,33%, a R$ 4,7536
  • Terça-feira (31): -0,02%, a R$ 4,7526
  • Quarta-feira (1°): +1,08%, a R$ 4,8041
  • Semana: +1,39%

 

Cenário

O Ibovespa fechou esta quarta-feira (1°) em alta de 0,01% aos 111.359 pontos. Ao longo de todo dia, o índice variou entre a mínima de 110.821 pontos e a máxima de 111.930 pontos.

O dia foi de agenda esvaziada, com repercussão da fala do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, que afirmou que o ciclo de alta dos juros no Brasil está próximo do fim. Parte do mercado considera um aumento final em 15 de junho, com Selic indo dos atuais 12,75% para 13,25%.

O PMI Industrial do Brasil avançou a 54,2 em maio, após 51,8 em abril.

O IPC-S, inflação semanal medida pela FGV, subiu 0,5%.

E o Índice de Confiança Empresarial, também da FGV, subiu 2,9 pontos em maio, para 97,4, maior nível desde outubro de 2021.

No campo político, os estados apresentaram uma proposta ao Senado para aumentar a taxação das empresas de petróleo e a criação de uma conta de compensação de perdas em troca da redução do ICMS para combustíveis, energia elétrica, gás e telecomunicações.

Além do ICMS, o investidor seguiu acompanhando os desdobramentos quanto aos estudos de privatização da Petrobras  e a oferta da Eletrobras.  Sobre Petrobras, a empresa lançou ontem um site com o objetivo didático de explicar a política de preços.

Na terça-feira, foi divulgada a taxa de desemprego no país, que ficou em 10,5% no trimestre encerrado em abril, a menor para o período desde 2015 (8,1%). O resultado veio melhor do que o esperado, que era de 10,9%.

O dia foi marcado pela divulgação dos Índices dos Gerentes de Compras (PMIs) industriais de China, zona do euro e EUA, divulgados pela S&P Global.

No cenário internacional, houve a divulgação do livro bege, pelo Federal Reserve (FED). O documento mostrou que a maioria dos distritos do país relatou um aumento moderado dos empregos. Porém, uma escassez de mão de obra forçou algumas empresas a operarem abaixo da capacidade. O documento foi divulgado nesta quarta-feira (1). Todos os doze distritos do FED relataram crescimento econômico contínuo desde a leitura anterior, com a maioria indicando um crescimento leve ou moderado; quatro distritos indicaram crescimento moderado.

Enquanto isso, outros quatro Distritos observaram que o ritmo de crescimento havia diminuído desde o período anterior. Os contatos na maioria dos distritos relataram um crescimento contínuo na manufatura e os contatos de varejo observaram margens mais brandas, pois os consumidores enfrentaram preços mais altos.

 

Principais eventos e indicadores:

– Quinta-feira (2):  IPC-Fipe (BRA). PIB trimestral/anual (BRA). Reunião OPEP (EUA). Pedidos de Auxílio Desemprego (EUA).

– Sexta-feira (3): Feriado na China (CHI). Produção Industrial (BRA).

 

 

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start.