Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 30 de junho de 2022

Confira o resumo do mercado financeiro

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 30/06/2022 - 11h03)
Compartilhar

Dados de fechamento em 29/06/2022 (quarta-feira)

 

Ibovespa: queda de 0,96% aos 99.621 pontos.

Dólar Comercial de Venda: queda de 1,39% a R$ 5,19.

 

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (27): -0,35%, a R$ 5,2344
  • Terça-feira (28): +0,60%, a R$ 5,2660
  • Quarta-feira (29): -1,39%, a R$ 5,1930
  • Semana: -1,14%

 

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • Segunda-feira (27): +2,12% aos 100.763 pontos
  • Terça-feira (28): -0,17% aos 100.591 pontos
  • Quarta-feira (29): -0,96% aos 99.621 pontos.

 

Cenário:

O Ibovespa começou o dia em alta, mas logo em seguida virou para o negativo e fechou o dia com recuo de 0,96% aos 99.621 pontos.

Nova York buscou firmar-se em terreno positivo também, mas fechou com resultado misto de olho na escalada dos juros americanos e nos sinais de recessão, com resultado do PIB pior do que o previsto.

Na agenda econômica do dia no Brasil destacou-se o IGP-M, inflação do aluguel medida pela FGV, variou 0,59% em junho, ante 0,52% de maio. A alta é de 8,16% no ano e de 10,70% em 12 meses.

O Índice de Confiança do Comércio, da FGV, avançou 4,6 pontos em junho, ao passar de 93,3 para 97,9 pontos, maior nível desde agosto de 2021 (100,9 pontos).

O destaque positivo ficou por conta do Caged, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado na terça (28), que apontou a criação de 277 mil postos de trabalho com carteira assinada em maio, ante expectativa de 177 mil postos de trabalho.

No campo político, Daniella Marques, atual secretária especial de Produtividade e Competitividade da Caixa Econômica Federal deve assumir a presidência.

Paralelamente, avança no Senado o pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar suspeitas de corrupção no Ministério da Educação.

Na quarta-feira teve ainda a fala de Jerome Powell, presidente do banco central americano (Fed), que participou de fórum do Banco Central Europeu.

Nos EUA, cresce o receio de recessão, devido à necessidade de subida rápida dos juros para controlar a maior inflação em 40 anos, o que deve comprometer o crescimento do país.

O mercado acompanha com atenção os sinais do Fed de quanto será o aumento de juros da próxima reunião do comitê de política monetária  se de 0,5 ou 0,75 ponto porcentual.

Sobre isso, além de Powell, o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, geralmente o mais polêmico por lá, também falou nesta quarta. Porém, desta vez não disse nada considerado relevante.

As estimativas preveem juros cada vez mais próximos de 4% ao ano até dezembro, o que já vem provocando uma busca por papéis mais seguros, com os do tesouro dos EUA, resultando em fuga de capital de países emergentes como o Brasil.

 

Principais eventos e indicadores:

– Quinta-feira (30): Pedidos de Auxílio Desemprego (EUA). Taxa Desemprego (BRA).

– Sexta-feira (01): IPC-Fipe (BRA). Produção Industrial (BRA). Balança Comercial (BRA).

 

 

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start.