Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 31 de maio de 2022

Confira o resumo do mercado financeiro

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 01/06/2022 - 10h34)
Compartilhar

Dados de fechamento em 30/05/2022 (segunda-feira)

 

Ibovespa: queda de 0,81% aos 111.032 pontos.

Dólar Comercial de Venda: alta de 0,33% a R$ 4,753.

 

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (30): +0,33% a R$ 4,753
  • Semana: +0,33%

Segue a cotação diária do Euro (comercial de venda) no fechamento:

  • Segunda-feira (30): +0,79% a R$ 5,125
  • Semana: +0,79%

 

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • Segunda-feira (30): -0,81% (111.032 pontos)
  • Semana: -0,81%
  • 2022: +7,74%

 

Cenário

Nesta segunda-feira (30), o Ibovespa fechou a sessão em queda de 0,81%, aos 111.032 pontos. A movimentação financeira para o índice foi de R$ 18,02 bilhões.

Destaque de ontem foi o IGP-M, inflação do aluguel, que desacelerou de 1,41% em abril para 0,52% em maio. O índice acumula alta de 7,54% no ano e de 10,72% em 12 meses.

A agenda da semana traz como destaque dos indicadores o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil no primeiro trimestre de 2022, que será divulgado na quinta-feira (2). A previsão é de crescimento em torno de 1,2%, com forte contribuição vindo de serviços.

Tem ainda dados de emprego, com possível divulgação do Caged (adiada por problemas técnicos e sem data definida) e PNAD Contínua.

Na falta do Boletim Focus, por conta da greve dos servidores do Banco Central, o jornal Valor fez um levantamento informal com 100 instituições quanto às expectativas para os principais indicadores econômicos. O IPCA deve ser de 8,9% em 2022 e de 4,5% em 2023. No levantamento anterior, era de 8,35% neste ano e de 4,2% em 2023. Para a Selic, a expectativa se mantém em 13,25%. Mas aumentou de 9,5% para 9,63% no fim de 2023.

Os mercados do exterior operaram em tendência de alta. Seguem como temas o aperto monetário pelos bancos centrais, a busca pelo controle da inflação sem comprometer demais o crescimento econômico, a guerra na Ucrânia e os bloqueios na China para conter a Covid.

A flexibilização na política de covid zero na China ajudou as bolsas na Ásia e na Europa.

Nos EUA foi feriado do Memorial Day. As atenções seguem nos dados de atividades do PMI, Índice dos Gerentes de Compras, além do payroll, folha de pagamentos oficial que sai na sexta (3). Por lá, a expectativa é de aumento de 0,5 p.p. dos juros em 15 de junho – aposta que ganhou força após a ata do Fomc.

Na Europa, o economista-chefe do Banco Central Europeu, Philip Lane, afirmou que espera alta de 0,25 ponto porcentual dos juros para julho. Por lá, a confiança do consumidor recuou 21,1 pontos em maio, de leitura anterior de recuo de 22 pontos.

 

Principais eventos e indicadores (semana de 30/5 a 03/6):

– Hoje, terça-feira (31): Taxa de Desemprego (BRA). Dados da Dívida Pública (BRA).

– Quarta-feira (01): PMI Industrial (BRA). PMI Industrial (EUA). Fluxo Cambial (BRA). Balança Comercial (BRA).

– Quinta-feira (02):  IPC-Fipe (BRA). PIB trimestral/anual (BRA). Reunião OPEP (EUA). Pedidos de Auxílio Desemprego (EUA).

– Sexta-feira (03): Feriado na China (CHI). Produção Industrial (BRA).

 

* devido à greve do Bacen não devem ser divulgados

 

 

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start.