Região:

min

max

Anuncie aqui

Boletim Econômico: 9 de setembro de 2022

Por Reinaldo Cafeo
(Atualizado em 09/09/2022 - 7h39)
Compartilhar

Mercado Cambial:

Abaixo a cotação de fechamento diário do Dólar comercial de venda:

  • Segunda-feira (5): -0,59%, a R$ 5,1540
  • Terça-feira (6): +1,63%, a R$ 5,2381
  • Quarta-feira (7): feriado
  • Quinta-feira (8): -0,61%, a R$ 5,20
  • Semana: +0,43%

Mercado Acionário:

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • Segunda-feira (5): +1,21%, aos 112.203 pontos
  • Terça-feira (6): -2,17%, aos 109.763 pontos
  • Quarta-feira (7): feriado
  • Quinta-feira (8): +0,14%, aos 109.915 pontos

 

dólar fechou em baixa de 0,61%, a R$ 5,2062. Ao longo do pregão a moeda norte-americana variou entre a mínima de R$ 5,1820 e a máxima de R$ 5,2385.

O Ibovespa, na volta do feriado, fechou próximo da estabilidade, subindo 0,14%, aos 109.915 pontos, após trocar de sinal algumas vezes durante a sessão.

O principal índice da Bolsa brasileira teve performance pouco pior do que seus pares americanos. A bolsa brasileira contou com ajuda do petróleo que mesmo com leve alta no dia de ontem, se manteve em patamares baixos. Isso melhora a perspectiva de inflação e ajuda companhias principalmente os setores como de varejo e construção civil.

Também influenciou tanto o mercado cambial como acionário a fala do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, que reiterou que os juros nos Estados Unidos devem se manter em alta por mais algum tempo até que haja garantias de que a inflação no país esteja controlada.

Ele afirmou que a autoridade monetária norte-americana está tentando evitar “custos sociais muito altos” e que o país entre em recessão com as medidas, mas que reduzir a inflação, hoje em patamar aproximado de 8,5% ao ano, é fundamental para evitar que a população se acostume a um cenário de alta constante de preços.

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou, nesta quinta-feira (08), o aumento na taxa básica de juros de 0,5% para 1,25%, uma alta de 0,75 p.p.. Apesar da forte alta, o número está alinhado com a expectativa do mercado financeiro.

De acordo com o Conselho do BCE, a elevação da taxa de juros na zona do euro foi motivada pela manutenção da inflação alta no bloco. Deste modo, os dirigentes promoveram um movimento de alta para diminuir o impacto da inflação na economia.

“Este passo importante antecipa a transição do nível extremamente acomodatício prevalente das taxas de juro diretoras para níveis que assegurarão um regresso atempado da inflação ao objetivo de 2% a médio prazo estabelecido pelo BCE”, indica a nota do BCE.

 

Calendário Econômico:

Sexta-feira (09/09)

Brasil

  • IBGE: Pesquisa Industrial Mensal – Regional (jul)
  • IBGE: IPCA (ago)

Fontes: infomoney, queroinvestir, investing, start, e-investidor

 

Os comentários estão desativados.