Região:

min

max

Anuncie aqui

Para os filhos, o Dia dos Pais

Por Victor Trujillo
(Atualizado em 25/07/2022 - 8h04)
Compartilhar

Nesta semana vamos falar sobre o Dia dos Pais, a próxima data do calendário comercial que neste ano terá um significado diferente para pais e filhos. E com oportunidades para as marcas.

O Dia dos Pais remete à infância. A um relacionamento singular que os filhos experimentam com os pais quando crianças. Conecta aos sonhos de infância e uma sensação de segurança e proteção. Por trás das meias, chinelos, cuecas e pijamas que os filhos compram para seus pais – os presentes parecem ter pouca importância – há um desejo de voltar a ser criança. O Dia dos Pais parece ser mais importante para os filhos.

Neste ano – muitas vacinas depois – os filhos Millennials (Leia: Geração Z: a geração Minions) se farão presentes para desfrutar da presença dos pais. Talvez mais para se sentir filhos do que para homenagear seus pais.

Para as marcas, uma oportunidade importante de participar desse reencontro e criar associações positivas de confiança e integridade.

Fuja dos estereótipos

Você que acompanha esta coluna não vai pautar sua campanha em estereótipos (Leia: Junho dos namorados e da inclusão) sobre aquelas atividades masculinas que os pais supostamente costumam realizar: fazer churrasco, pescar, utilizar ferramentas para reparos domésticos, assistir ao futebol e beber cerveja.

Não perca de vista que as crianças também estão sendo criadas por pais separados, gays e também pelas mães e lésbicas. Que tal a sua marca não falar apenas daquele pai cisgênero, biológico e mostrar a paternidade nos tempos atuais? Não se esqueça que a linguagem inclusiva conecta a sua marca com todos os seus clientes – inclusive com o pai cisgênero que certamente está antenado. Uma boa ideia é focar no encontro dos filhos com os pais e todos aqueles que ocupam essa posição.

Não é sobre presentear os pais. É sobre estar na presença deles.

Não é à toa que no calendário comercial anual, o Dia dos Pais tem o menor impacto entre as datas comerciais nas vendas do comércio.

É que a data faz os filhos lembrarem do amor, orgulho, experiência de vida e todos os sentimentos associados à paternidade. Tudo aquilo que os filhos querem reviver com os pais. Afinal, além de ensinar a andar de bicicleta, encorajar um mergulho no fundo, os pais também dizem como é se apaixonar, como é tomar decisões difíceis, como é perder alguém que se ama.  E é tudo isso que os conecta de forma tão especial com os filhos.

Permita que o seu cliente escolha não receber ofertas do Dia dos Pais

Não houve no Brasil nenhuma guerra que dizimou os pais das cerca de 5 milhões de crianças que não têm o nome do pai no seu registro de nascimento. Nem todos os consumidores têm contato próximo com seus pais. E a figura paterna, na prática, pode ter sido assumida por outros membros da família como tios, avôs e até as próprias mães. E tem aqueles que perderam o pai recentemente (ou não têm um bom relacionamento com eles). Deixar os clientes saberem que você reconhece e respeita o sentimento deles, ajudará muito a construir a confiança e a fidelidade da marca.

Se o seu negócio não permite conhecer o seu consumidor de pertinho que tal você consultar o seu cliente sobre ele querer receber as promoções do Dia dos Pais pelos canais frequentemente utilizados? Uma boa prática é incluir no seu CRM esta preferência para evitar ter que perguntar isso novamente no ano que vem.

Bora conquistar dois clientes com uma venda.

A parcimônia na compra dos presentes para o Dia dos Pais se deve ao fato de que o mês de julho é alta temporada turística para os consumidores. Portanto, mês no qual os gastos com lazer e viagens são mais acentuados. E é no mês de agosto que as faturas dos cartões de crédito utilizados nas férias mostram quão intensas foram as férias e – em muitos casos – quão módicos precisam ser os presentes para os pais.

O consumidor brasileiro faz as compras das datas comerciais na última semana mesmo. Sabendo disso, os shoppings investem em promoções para atrair visitantes que podem acabar comprando também outras categorias de produtos.

As táticas das outras datas comerciais (Leia: A mãe de todas as datas) também funcionam no Dia dos Pais.

Lembre-se que muitos filhos também são pais. Aí você poderá conquistar dois clientes com uma venda naquela promoção “compre um presente para o seu pai e ganhe um igual para você”.

Paizão edição 2022

O Dia dos Pais é uma oportunidade para algumas marcas rejuvenescerem seu Brand Image, apostando no paizão edição 2022 que é aberto ao diálogo com os filhos e é capaz de expressar suas emoções. Até aquele pai que era mais distante dos membros da família e dialogava muito pouco com os filhos está se esforçando para se adaptar aos novos tempos.

E você lojista, no Dia dos Pais do ano passado anotou o WhatsApp de quem comprou presentes na sua loja e vai chamar todos de volta? Ou neste ano você vai anotar para chamar os clientes de volta na próxima data comercial?

Ótima semana 30 pra vc!

Leia também

Ver mais