Região:

min

max

Anuncie aqui

Stranger Things 4: Volume 1

Três anos após o lançamento da terceira temporada, a série volta maior e começa a fechar os pontos para um final grandioso

Por Gabriel Candido
(Atualizado em 02/06/2022 - 10h11)
Compartilhar

Foi em 15 de julho de 2016 que a Netflix deu um salto em seu conteúdo, com a estreia da série Stranger Things, criada pelos irmãos Matt e Ross Duffer. Desde então, Stranger Things é um fenômeno de audiência e conteúdo, chegando agora à 4ª temporada, dividida em duas partes.

Na última sexta-feira (27) a Netflix disponibilizou os sete primeiros episódios. A trama se passa seis meses depois da batalha de Starcourt, quando o grupo está geograficamente separado pela primeira vez – e passa por período período turbulento na escola, o que dificulta ainda mais as coisas. Nesse momento vulnerável, surge uma nova ameaça sobrenatural, trazendo um grande mistério que pode ser a chave para acabar com os horrores do Mundo Invertido.

Nova e maior ameaça

Depois do Demogorgon, do Dr. Brenner (Matthew Modine) e do Billy (Dacre Montgomery) – possuído pelo Devorador de Mentes -, a quarta temporada apresenta um novo inimigo: Vecna.

Ele é um monstro poderoso que veio do Mundo Invertido e busca jovens com traumas para transformar em vítimas. A história do vilão é completamente inspirada em Freddy Krueger – aliás, a temporada traz vários easter eggs sobre isso, o que é ótimo. Ao longo dos episódios, descobrimos que ele trabalha com o Devorador de Mentes para abrir portais em nosso mundo.

Vecna é um ótimo antagonista e traz um novo conceito que ajuda a fechar os pontos sobre o mundo invertido.

Temporada gigante

A quarta temporada é gigante, sim, com episódios com uma duração acima de uma hora e com um final previsto de 2h, tornando uma experiência completa e, esperamos, satisfatória.

Assim como nas temporadas anteriores, existem vários núcleos que se dividem para ir contando as histórias, e em certo ponto, alguns se destacam e outros nem tanto. O maior exemplo, é do personagem Will (Noah Schnapp), que teve grande destaque nas duas primeiras. Ele praticamente some nos sete primeiros episódios.

O arco dramático de Hopper (David Harbour) na prisão se torna um pequeno deslize e cabe a você ter essa suspensão de descrença para aceitar alguns pontos. Fora isso, todo o enredo que nessa temporada flerta com terror e com suspense, é sempre bem-vindo para esse universo.

O sétimo episódio, “O massacre no laboratório de Hawkins”, traz, finalmente, um contexto que começa a fechar os pontos e trazer as primeiras respostas: afinal, o que raios é o Mundo Invertido? Quem é Vecna e por que ele é tão importante para finalmente termos um embate contra o grande vilão, “Devorador de Mentes”?

Stranger Things 4 entrega, sem dúvidas nenhuma, o que todos nós esperávamos. Ela é grandiosa, traz novos personagens, novos lugares e com um vilão à altura.

Confira o trailer

 

 

 

 

 

 

Leia também

Ver mais