Região:

min

max

Anuncie aqui

Com dois milhões de membros, maior clube gamer do mundo fica em Sorocaba

Por Vinicius Lara
(Atualizado em 28/06/2022 - 1h04)
Compartilhar

Os esportes eletrônicos ou eSports reúnem pessoas de várias faixas etárias e de diversos países. Além da diversão trazem, também, uma nova profissão. A “brincadeirinha” tem ficado cada vez mais séria, mas sem deixar a alegria de uma boa partida de lado.  

Foi com a ideia de reunir pessoas através dos games que Felipe Pregnolatto, Gabriel Toledo, “FalleN” e Yuri Uchiyama, o “Fly”, criaram a agência Gamers Club, uma plataforma para reunir comunidades de jogadores online. 

Localizada em Sorocaba, no interior de São Paulo, a plataforma funciona como um grande clube virtual com adeptos de vários lugares. Yuri Uchiyama, CEO do Gamers Club, contou que a empresa surgiu depois dos três amigos notarem a evolução do universo dos jogos digitais.

“A Gamers Club foi criada para ser uma plataforma para jogadores de esportes eletrônicos, inicialmente da modalidade Counter Strike. Víamos o cenário internacional mais organizado e entendemos que, para ajudar na evolução do ecossistema regional, era importante ter um lugar que concentrasse conteúdos, aulas, uma ferramenta para formar novas equipes, um ambiente para as pessoas praticarem campeonatos de nível amador ao profissional. Foi assim que surgiu a Gamers Club, uma plataforma para as pessoas se conectarem, evoluírem e se divertirem”, conta o CEO.

Yuri, ceo do Gamers Club
Clube gamer de Sorocaba reúne mais de dois milhões de jogadores (Divulgação/ Gamers Club)

 

Clube sem fronteiras

A Gamers Clube foi criada em 2016. No começo era só uma plataforma online para reunir jogadores de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) de diversos lugares, mas se expandiu para comunidades de League of Legends, Valorant, Wild e Rift e Fortnite. 

Como a internet não tem fronteiras, a Gamers Club tem ganhado seguidores também em outros países. A agência soma mais de dois milhões de jogadores espalhados pela América Latina. “Fly” conta que apesar dos números, a meta é continuar expandindo e atraindo cada vez mais jogadores. 

“Estamos em diversos jogos e já estamos em outros países da América Latina. Todo ano traçamos alguns objetivos e sempre buscamos crescer. Algumas coisas podem acabar não acontecendo como esperávamos, mas estamos sempre evoluindo. Continuamos com o objetivo de profissionalizar o cenário de games e conectar cada vez mais as pessoas”, comenta.

Durante a pandemia, os jogos digitais foram uma ferramenta para integrar as pessoas, seja através de partidas com vários jogadores ou pelas lives em alguma rede social. Nesta direção, Uchiyama acredita que o clube virtual é uma rede social que conecta as pessoas.

“Continuamos com o objetivo de profissionalizar o cenário de games e conectar cada vez mais as pessoas. A pandemia e os jogos foram uma grande ferramenta para que as pessoas se conectassem e se divertissem com seus amigos”, disse.

Todos os meses, a agência organiza torneios para jogadores amadores e até profissionais, rolando até premiação. A Gamers Club é uma plataforma gratuita, que também oferece qualificatórias internacionais em alguns períodos do ano.

“Quando éramos mais novos, este era um dos nossos sonhos, viver como um profissional dos games. Saber que ajudamos neste processo de profissionalização do cenário nos alegra muito”, completa Uchiyama.

Equipe do Gamers Clube
Clube gamer de Sorocaba reúne mais de dois milhões de jogadores (Divulgação/ Gamers Club)

*Vinicius Lara é estagiário. Colaborou sob supervisão de Emilio Botta.