Região:

min

max

Anuncie aqui

Johnny Depp e Amber Heard são condenados por difamação

Júri considerou que a atriz deve pagar US$ 15 milhões a ele. Johnny Depp deve pagar US$ 2 milhões.

Por Redação
(Atualizado em 01/06/2022 - 17h04)
Compartilhar

O Tribunal do Condado de Fairfax, no Estado norte-americano da Virgínia, chegou a uma decisão, na tarde desta quarta-feira (1º), nos casos de difamação entre Johnny Depp e Amber Heard. A atriz e o ator foram condenados por difamar um ao outro.

O júri considerou que a atriz deve pagar US$ 15 milhões a ele. Johnny Depp, por sua vez, deve pagar US$ 2 milhões.

Eles foram casados entre 2015 e 2017 e um processava o outro por difamação: ele alegava que ela o difamou em um texto opinativo publicado em dezembro de 2018 pelo jornal “Washington Post”; ela disse ter sido difamada por um antigo advogado dele, além de acusá-lo de agressão e estupro.

O astro, de 58 anos, então processou Heard no Estado da Virgínia pedindo US$ 50 milhões e acusando-a de difamação pelo artigo.

Já Heard, de 36 anos, contra-atacou pedindo US$ 100 milhões e dizendo que ela foi difamada por um antigo advogado do ator, que classificou as acusações da atriz como “farsa”.

Johnny nega ter agredido a ex-mulher ou qualquer outra mulher e disse que ela era a pessoa que havia se tornado violenta na relação.

O casal se conheceu em 2011 enquanto filmava “Diário de um Jornalista Bêbado”, e se casou em 2015. O divórcio foi finalizado cerca de dois anos depois.

Depp não estava presente no tribunal e assistiu à decisão por vídeo, da Inglaterra, onde está para fazer um show com Jeff Beck. Amber Heard presenciou a decisão no tribunal.