Região:

min

max

Anuncie aqui

São Paulo perde para Botafogo e continua sem vencer como visitante

Com a derrota por 1 a 0, São Paulo segue sem saber o que é vencer fora de casa

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 16/06/2022 - 18h51)
Compartilhar

Os jogos fora de casa continuam sendo o grande problema do São Paulo no Campeonato Brasileiro. A equipe perdeu para o Botafogo por 1 a 0 nesta quinta-feira, 16, no estádio Nilton Santos. O time de Rogério Ceni ainda não venceu como mandante no torneio. O revés encerrou uma invencibilidade de 15 partidas, considerando-se todos os torneios.

O Botafogo, por sua vez, consegue se recuperar depois de cinco jogos sem vencer (quatro derrotas) e sai da zona de rebaixamento A última vitória havia sido na sexta rodada, sobre o Fortaleza. Os 18 mil torcedores fizeram uma grande festa no final do jogo.

Ainda sob tensão por causa da invasão de torcedores ao centro de treinamento na quarta-feira, o Botafogo começou pilhado e entusiasmado, pressionando a saída de bola do rival. A marcação agressiva criou muitas dificuldades para o São Paulo. Embora chegasse com rapidez ao ataque, o time carioca errava muito na troca de passes. A rapidez virava pressa. Com isso, as chances foram raras, a principal delas com Saravia, que chutou por cima aos 3 minutos, na primeira chegada.

Sem opção de velocidade, o São Paulo fez um jogo de aproximação em bloco. Assim, mais cadenciado, o time quase marcou com Wellington, aos 16. Os dois times mostravam estratégias opostas: o entusiasmo e a velocidade diante da cadência na construção de lances. Neste duelo, os goleiros trabalharam pouco.

O panorama mudou no segundo tempo, com mais chances de gol, a maior parte do Botafogo. A tônica continuou sendo a velocidade e o ímpeto e a recuperação técnica de jogadores que estavam apagados, como Lucas Piazon, sustentou a melhora. Em um contra-ataque aos 15, que contou com o avanço de seis jogadores, Kayque fez bela jogada individual e abriu o placar.

Com a vantagem, o time da casa se retraiu, mas continuou mais perigoso nos contra-ataques. O São Paulo só conseguiu incomodar em uma jogada individual de Calleri, que foi a principal esperança durante todo o jogo, mas esteve bem marcado.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 0 SÃO PAULO
BOTAFOGO: Gatito Fernández; Joel Carli, Kanu e Víctor Cuesta; Saravia (Daniel Borges), Patrick de Paula, Kayque (Barreto), Lucas Piazon (Chay) e Hugo; Vinícius Lopes e Erison. Técnico: Luís Castro.
SÃO PAULO: Jandrei; Arboleda, Diego (Eder) e Léo; Rafinha (Igor Vinicius), Rodrigo Nestor, Patrick (André Anderson), Igor Gomes e Wellington (Reinaldo); Luciano (Rigoni) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.
GOL: Kayque, aos 15 do segundo tempo.
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio.
CARTÕES AMARELOS: Patrick de Paula, Kanu, Patrick, Saravia, Calleri, Arboleda, Carli, Kayke, Cuesta.
RENDA: R$ 453.785,00.
PÚBLICO: 17.135.
ESTÁDIO: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).