Região:

min

max

Anuncie aqui

Brasil bate Argentina no segundo final e leva Sul-Americano de basquete feminino

Vitória por 69 a 68 foi na casa das rivais

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 07/08/2022 - 9h52)
Compartilhar

Em uma final digna da rivalidade entre Brasil e Argentina, a seleção brasileira de basquete feminino conquistou o Sul-Americano de forma invicta ao derrotar a as argentinas por 69 a 68 na madrugada deste sábado, em San Luís, na casa das rivais.

Em um jogo bastante disputado, o tom de dramaticidade aumentou ao final da partida, quando Tainá Paixão fez uma cesta a um segundo do fim. Integrantes da seleção invadiram a quadra para festejar antes do término. O resultado dessa ação foi uma falta técnica a favor da equipe rival.

Com dois pontos de vantagem no placar graças à cesta de Tainá, o Brasil viu o adversário reduzir a diferença para 69 a 68. Na saída de bola, entretanto, as argentinas não tiveram tempo de reagir a amargaram o vice-campeonato dentro de casa para o Brasil.

Responsável pela cesta que garantiu a conquista, Tainá falou que o título é uma das etapas de um objetivo maior que á a Olimpíada de Paris, em 2024.

“Fizemos um bom trabalho no campeonato. Estou feliz pela última bola, mas o que valeu foi o contexto todo. Entramos nervosas e conseguimos nos acabar durante o processo do jogo. O time se estabilizou emocionalmente e demos a volta por cima no segundo tempo. Esse título representa o primeiro paso para o objetivo que é Paris 2024”, disse a atleta.

A partida começou com as duas equipes nervosas. O Brasil finalizou o quarto inicial com cinco pontos atrás das adversárias (20 a 15). A seleção brasileira melhorou de rendimento, acertou a marcação e iniciou a reação a partir daí.

Na volta do intervalo, Kamilla, Leila, Sassá, Gabriella e Tainá garantiram a recuperação e ajudaram o Brasil comandar o marcador Nos minutos finais, a partida foi bastante disputada, mas o Brasil acabou levando a melhor ao garantir a vitória.

Para chegar à campanha do título, o time nacional superou Colômbia, Uruguai e Chile na primeira fase. Na semifinal, o triunfo foi sobre a Venezuela.

Os comentários estão desativados.