Região:

min

max

Anuncie aqui

Brasil derrota Japão e está na semifinal da Liga das Nações feminina de vôlei

Seleção teve que lutar muito para vencer por 3 sets a 1, com parciais de 29/27, 28/26, 20/25 e 25/14

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 13/07/2022 - 12h28)
Compartilhar

O Brasil está na semifinal da Liga das Nações feminina de vôlei. A seleção teve que lutar muito, nesta quarta-feira, principalmente nos três primeiros sets, para vencer o Japão, por 3 sets a 1, com parciais de 29/27, 28/26, 20/25 e 25/14. Por uma vaga na final da competição, a equipe vai aguardar o vencedor do duelo entre Estados Unidos e Sérvia, que acontece ainda nesta quarta-feira.

Visivelmente ansiosa, a jovem seleção do técnico José Roberto Guimarães cometeu erros em todos os fundamentos e viu o Japão abrir 21/15 no primeiro set. Mas com bela atuação de Julia Bergmann no ataque, a seleção conseguiu buscar o empate com seis pontos consecutivos. Daí até o final, a parcial foi repleta de disputas intensas por cada ponto. A vitória por 29/27 veio no bloqueio.

O Brasil voltou melhor para o segundo set, mas o Japão permaneceu forte na defesa e com isso abriu 15/12 no placar. Kisy apareceu bem no ataque e levou a seleção ao empate em 15 pontos. Com erros japoneses, o Brasil abriu 21/18, mas voltou a ficar inconstante, possibilitando novo empate asiático em 21 pontos.

O final do segundo set foi sensacional, com o Brasil tendo o match-point com 24/22 e o Japão com 25/24. Kisy, mais uma vez, surgiu muito bem para liderar o Brasil em nova vitória apertada: 28 a 26.

O Brasil repetiu a mesma instabilidade no terceiro set. O Japão, sempre bastante regular, aproveitou para marcar 17/12. No final da parcial, o time brasileiro perdeu a concentração após um saque japonês visivelmente para fora, validado pela arbitragem. O Brasil não tinha direito mais a desafios: 25/20.

O quarto set foi totalmente diferente dos demais. O Brasil atingiu alto nível de produção tanto na defesa como no ataque. O bloqueio esteve insuperável, a levantadora Macris variou demais as jogadas e a parte ofensiva esteve impecável com Julia Bergmann (17 pontos), Carol e Gabi.