Região:

min

max

Anuncie aqui

Brasil vence Irã na Liga das Nações e ganha força na briga pela classificação

Seleção vence por 3 a 0 (parciais: 30/28, 25/23 e 25/19) e volta a ficar na briga por uma vaga na próxima fase

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 24/06/2022 - 14h27)
Compartilhar

Recuperado de uma série de três derrotas na Liga das Nações de Vôlei Masculino, depois de vencer a Sérvia na quinta-feira, a seleção brasileira voltou a jogar em Sofia, na Bulgária, nesta sexta, e venceu o Irã por 3 sets a 0, com parciais de 30/28, 25/23 e 25/19. Assim, embora ainda tenha muito a melhorar, deixou o período de instabilidade para trás e diminuiu os riscos de não avançar à fase final, pois continua entre os oito primeiros colocados, na zona de classificação.
Apesar de ter vencido os três sets, o Brasil não teve vida fácil contra os iranianos. O início foi muito bom, com participações importantes de nomes como Isac e Flávio, destaques durante a maior parte da partida. Após sinalizar certo domínio nos primeiros lances, a equipe comandada por Renan Dal Zotto deixou os adversários empatarem por 9 a 9. A partir daí, o confronto foi de tensão a cada ponto.
O final do set inicial foi disputadíssimo e rendeu uma baixa de peso para o Brasil. Quando o placar marcava vitória por 25 a 26, Alan jogou a bola para cima, no saque, e não conseguiu acertá-la porque sentiu a panturrilha na hora de pular. O lance deu o empate ao Irã, e o oposto foi substituído pelo irmão, Darlan. Com muita vontade e raça, os brasileiros fecharam a parcial com vitória por 30 a 28, no ace de Bruninho.
O Irã continuou sendo um adversário duro no segundo set. Depois que assumiram a vantagem por 6/5, em uma disputa bastante tensa, os iranianos viram o Brasil empatar apenas no 19º ponto. A virada veio logo depois, graças a um erro de ataque de Milad, e a vitória foi confirmada com parcial de 25/23.
No set final, as equipes foram atrapalhadas por uma falha da arbitragem, que deixou o resultado de 5/5 no placar enquanto a seleção brasileira vencia por 6/4. A situação foi resolvida com uma checagem dos pontos após o ponteiro Leal reclamar. Passado o transtorno, o set seguiu como o menos trabalhoso para o Brasil, que garantiu triunfo por 25 a 19 após Bardia errar o saque.