Região:

min

max

Anuncie aqui

Corinthians e Santos fazem jogo de poucas emoções e ficam no empate sem gols

Empate pode fazer o líder Palmeiras abrir cinco pontos em relação ao Timão

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 25/06/2022 - 21h26)
Compartilhar

Após um 4 a 0 pelo jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil, Corinthians e Santos voltaram a se enfrentar, mas ficaram no 0 a 0, neste sábado, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão. Com o resultado, os corintianos continuam na vice-liderança, agora com 26 pontos, mas podem ver o líder Palmeiras, que enfrenta o Avaí neste domingo, disparar na ponta. Os santistas estão em sexto, com 19, e ainda podem ser ultrapassados.

Antes do jogo, a torcida presente já provocava o time visitante cantando “Eliminado, eliminado”, em referência ao duelo anterior As duas equipes foram a campo muito modificadas em relação ao último confronto. O que se viu nos 90 minutos foi um jogo equilibrado, mas de poucas emoções. O Santos trazia perigo quando Marcos Leonardo tocava na bola. O garoto foi o mais vaiado pela torcida corintiana. No Paulistão, ele marcou dois gols na vitória santista em Itaquera.

O primeiro tempo terminou com pouca criação das duas equipes. Vítor Pereira passou boa parte da etapa inicial dando orientações ao atacante Felipe, substituto do suspenso Róger Guedes. Mas o jovem teve atuação discreta. Para a posição, a diretoria está acertando o empréstimo por um ano do atacante Yuri Alberto, do Zenit, da Rússia, revelado na Vila Belmiro.

Coube a Willian e Giuliano, que entraram no segundo tempo, melhorarem o time, que passou a gerar mais volume de jogo e empolgar o torcedor. Mas o zero não saiu do placar. Acuado, o Santos tentava se defender e não conseguia contra-atacar. No fim, o time visitante esfriou o jogo, o que irritou a comissão técnica do Corinthians.

Corinthians e Santos voltam a campo na próxima semana para confrontos da Libertadores e Sul-Americana respectivamente.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 0 SANTOS
CORINTHIANS: Cássio; Rafael Ramos (Fagner), Robert, Raul Gustavo e Fábio Santos; Cantillo, Du Queiroz (Giuliano), Roni (Lucas Piton), Adson e Mantuan (Willian); Felipe (Júnior Moraes). Técnico: Vítor Pereira.
SANTOS: John; Auro (Rwan), Velázquez, Bauermann, F. Jonatan; Rodrigo Fernández, Camacho (Sandry); Lucas Braga, Léo Baptistão (Lucas Pires), Marcos Leonardo e Ângelo (Bruno Oliveira). Técnico: Lucas Ochandorena.
ÁRBITRO: Flávio Rodrigues de Souza.
AMARELOS: Roni, Ângelo, Rwan, Rodrigo Fernández, Fagner, Adson.
PÚBLICO: 41.124
RENDA: 2.443.238,62
LOCAL: Neo Química Arena.