Região:

min

max

Anuncie aqui

Em jogo emocionante, Flamengo empata com Atlético-GO e vê crise aumentar

Fla sai atrás, mas busca o gol de empate com Bruno Henrique e soma primeiro ponto na competição

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 09/04/2022 - 22h00)
Compartilhar

Foi um jogo dramático, com bolas na trave para os dois times e uma busca intensa pela vitória. Mas, no final, Atlético-GO e Flamengo tiveram que se contentar com um empate em 1 a 1, neste sábado, em Goiânia, pela rodada de abertura do Brasileirão.
O resultado prolonga o mau momento do time carioca, principalmente com relação à sintonia com a torcida. No embarque dos flamenguistas para Goiânia, o time foi alvo de protestos dos torcedores. Já o Atlético-GO, embalado pelo título goiano, comemorou o empate dentro de casa.
Autor do gol do Flamengo, Bruno Henrique falou no final do jogo e garantiu que o time está unido para dar a volta por cima após a perda do título carioca para o Fluminense. “Quero dizer que os jogadores estão unidos e comprometidos. Sempre sai alguma coisa na imprensa, mas sabemos da grandeza do Flamengo”, afirmou.
O jogo contra o Atlético-GO começou em alta voltagem. Logo aos 2 minutos, Wellington Rato aproveitou a sobra de uma dividida de Jorginho com David Luiz e estufou a rede do Flamengo. O gol, porém, acabou anulado por intervenção do VAR, que detectou impedimento de Shaylon na origem da jogada de ataque.
A improvisação de Willian Arão como zagueiro em função da lesão sofrida por Gustavo Henrique no aquecimento, tornou o Flamengo vulnerável no início da partida. Pelo menos em dois lances, o volante ficou no chão ao tentar parar o meia Jorginho, melhor atleta em campo do Atlético-GO.
O ritmo intenso dos donos da casa porém foi diminuindo e já na metade do primeiro tempo a equipe carioca controlava as ações de jogo. Com a bola no chão e a movimentação de Arrascaeta, Bruno Henrique e Andréas Pereira, os cariocas começaram a chegar no gol adversário.
Referência na frente, Gabriel perdeu duas chances em finalizações erradas. Ele ainda trabalhou como garçom e criou boas oportunidades em jogadas de linha de fundo. Envolvido pelo toque de bola dos visitantes, o Atlético-GO passou a jogar nos contra-ataques, mas só voltou a ameaçar de fato novamente com Jorginho.
No retorno da etapa final, o Flamengo entrou mais focado e deu uma blitz nos primeiros dez minutos. O time da Gávea seguiu pressionando o time da casa, mas tamanha disposição em atacar acabou custando caro. Numa recuperação de bola, Dudu foi acionado em profundidade pela direita e cruzou para Wellington Rato, desmarcado, chutar no canto esquerdo do goleiro Hugo: 1 a 0, aos 29.
A desvantagem fez Paulo Sousa lançar o time ainda mais ao ataque Pedro e Lázaro entraram nas vagas de Matheuzinho e Andreas Pereira. E, na base do abafa, o time carioca empatou. Arrascaeta cobrou escanteio e Bruno Henrique cabeceou firme. A bola bateu no travessão, na trave e foi para as redes, aos 38. Na empolgação, o time quase conseguiu a virada quatro minutos depois em chute de Pedro que carimbou o travessão.
Nos acréscimos, quem perdeu a chance de definir a vitória foi o Atlético-GO. Léo Pereira escapou em contra-ataque, esperou a saída de Hugo e jogou por cobertura: a bola caprichosamente explodiu na trave.
Os dois times voltam a campo na segunda rodada do Brasileiro e o Flamengo encara o São Paulo no Rio no próximo domingo. Já o Atlético-GO vem até Bragança Paulista encarar o Red Bull Bragantino.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 1 X 1 FLAMENGO
ATLÉTICO-GO – Luan Polli; Dudu, Wanderson, Edson e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas e Jorginho (Rickson); Shaylon, Léo Pereira e Wellington Rato (Churín). Técnico: Umberto Louzer.
FLAMENGO – Hugo; Matheuzinho (Lázaro), Willian Arão, David Luiz e Leó Pereira; João Gomes, Thiago Maia, Andreas Pereira (Pedro) e Arrascaeta (Diego); Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Paulo Sousa.
GOLS – Wellington Rato, aos 29, e Bruno Henrique, aos 38 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS – Marlon Freitas, Léo Pereira e David Luiz.
ÁRBITRO – Braulio da Silva Machado (SC).
RENDA – R$ 974.295,00.
PÚBLICO – 9.904 pagantes (10.496 no total).
LOCAL – Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.