Região:

min

max

Anuncie aqui

Com reservas, Palmeiras mostra poder de reação e empata com o Bragantino fora

Apesar do empate, Verdão continuará na liderança isolada da competição

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 03/09/2022 - 21h09)
Compartilhar

O Palmeiras mostrou poder de reação neste sábado, em Bragança Paulista, ao empatar com o Red Bull Bragantino por 2 a 2 depois de ter visto o rival abrir 2 a 0 no placar. Abel Ferreira escalou reservas no duelo da 25ª rodada do Brasileirão, no estádio Nabi Abi Chedid, a fim de descansar seus principais atletas para o jogo de volta das semifinais da Libertadores daqui a três dias, diante do Athletico-PR, de Felipão. O técnico português viu uma atuação errante de seus comandados na primeira etapa.

No segundo tempo, lançou mão de alguns titulares e de Merentiel. O uruguaio brilhou e foi o autor do gol de empate. Os anfitriões marcaram com Luan Cândido e Artur e lamentaram a falha bizarra do goleiro Cleiton, que marcou contra nos acréscimos da etapa inicial.

O ponto fora de casa foi comemorado pelos palmeirenses considerando as circunstâncias da partida, mas o Palmeiras amargou o terceiro jogo seguido no Brasileirão sem vitória. Lidera o torneio com 51 pontos, oito a mais que o vice-líder Flamengo, que, porém, pode reduzir a diferença para cinco se vencer o Ceará hoje no Maracanã. O Bragantino soma 32 pontos e ocupa posição intermediária na tabela para a tristeza de sua torcida, que esperava uma campanha parecida com a do ano passado, quando o time do interior se classificou para a Libertadores e foi vice-campeão da sul-americana.

Um revés deixaria o Palmeiras ainda mais pressionado para o jogo mais importante do ano. Na próxima terça-feira, dia 6, recebe o Athletico-PR no Allianz Parque com a necessidade de vencer por dois gols de margem para ir à terceira decisão da Libertadores consecutiva. A equipe busca o terceiro título seguido e o quarto, no geral.

O primeiro tempo no Nabi Abi Chedid foi de morno, com raras oportunidades, para emocionante em poucos minutos assim que o Bragantino se valeu de falhas do Palmeiras e de eficiência no ataque para ir às redes duas vezes num intervalo de 11 minutos com dois ex-jogadores do time alviverde.

Luan Cândido, livre na segunda trave, fez o primeiro aos 24, completando para o gol falta cobrada por Artur. Vanderlan, que cometeu a falta, dava condições ao artilheiro do time de Bragança na temporada. Aos 35, Danilo entregou a bola nos pés de Artur, que avançou e bateu no canto esquerdo de Weverton. Os anfitriões acertaram o gol em suas duas tentativas.

Os reservas do Palmeiras, em desvantagem, acordaram. Tabata e Atuesta levaram perigo em chutes da intermediária, e o gol saiu em decorrência de uma falha incomum de se ver. Cleiton se atrapalhou com o vento e não conseguiu cortar cruzamento de Vanderlan. Pelo contrário, jogou contra para as redes nos acréscimos.

Abel Ferreira, certamente insatisfeito com o que viu no primeiro tempo, lançou mão de titulares na segunda etapa. Dudu, Rony e Zé Rafael entraram, bem como Gabriel Menino. Mas foi Merentiel, um reserva que brilhou.

Luan deu lindo lançamento para o atacante nas costas da zaga. O uruguaio dominou na coxa e, sem deixar cair, estufou as redes aos 26 minutos. Comemorou efusivamente, com raiva, por ser o gol de empate e também por ser o seu primeiro com a camisa alviverde

Animado, o Alviverde se lançou ao ataque liderado por Dudu. O camisa 7, em seu jogo de número 200 pelo Brasileirão, quase fez o gol do que seria a virada. Deu azar porque sua estatura não ajudou. Mesmo assim levou muito perigo em cabeceio rente ao travessão. Depois, o atacante tentou em arremate de fora da área, sem sucesso.

No fim, houve confusões, bate-bocas, disputas mais ríspidas. O que não houve mais foram gols em Bragança Paulista.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO 2 X 2 PALMEIRAS
RED BULL BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Natan e L Cândido; Raul, Lucas Evangelista (Praxedes) e Eric Ramires (Sorriso); Hyoran (Helinho), Artur (Hurtado), e Alerrandro. (Jadsom). Técnico: Maurício Barbieri.
PALMEIRAS – Weverton; Mayke, Kuscevic, Luan e Vanderlan; Danilo, Atuesta (Menino) e Gustavo Scarpa (Zé Rafael); Tabata (Merentiel), Wesley (Dudu) e López (Rony). Técnico: Abel Ferreira.
GOLS – L. Cândido, aos 24, Artur, aos 35, e Cleiton (contra), aos 48 do 1ºT. Merentiel, aos 26 do 2ºT.
ÁRBITRO – Raphael Claus (Fifa/SP).
CARTÕES AMARELOS – Atuesta, Wesley, Artur, L.Cândido, Vanderlan, Zé Rafael, Aderlan
RENDA – R$ 403.640,00.
PÚBLICO – 9.685.
LOCAL – Nabi Abi Chedid.

Os comentários estão desativados.