Região:

min

max

Anuncie aqui

Corinthians e Inter empatam em bom jogo e perdem chance da assumir segundo lugar

Timão perde a chance de se aproximar do líder Palmeiras

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 04/09/2022 - 20h37)
Compartilhar

Corinthians e Inter foram protagonistas de um bom jogo na tarde deste domingo, na Neo Química Arena, mas deixaram o estádio em Itaquera frustrados com o empate por 2 a 2 porque o resultado impediu que um dos dois assumisse a vice-liderança do Brasileirão e diminuísse a distância para o líder Palmeiras.

Os gaúchos marcaram antes do primeiro minuto, com Alemão, mas aos 18 minutos os anfitriões já haviam virado a partida com Balbuena e Yuri Alberto. No segundo tempo, porém, Alan Patrick saiu do banco de reservas para acertar o ângulo de Cássio e definir o resultado.

O 2 a 2, mesmo resultado do primeiro turno, é mau negócio para os dois times, que perdem a oportunidade de colar no Palmeiras, líder com 51 pontos. Ambos têm 43 pontos. O Corinthians está na frente, no terceiro lugar, porque tem uma vitória a mais que o Inter, o quarto.

Rafael Ramos e Edenílson não se viram de perto. O lateral-direito português, acusado de racismo pelo volante há quatro meses, entrou no segundo tempo, mas sentiu uma lesão e deixou o campo antes de o colorado ir a campo. O português virou réu nesta semana por injúria racial. Edenilson acusa o atleta de ter lhe chamado de “macaco”.

O primeiro tempo foi bom porque os dois oponentes se propuseram a jogar. Logo, deixaram espaços. Antes do primeiro minutos a rede já havia sido balançada. Alemão marcou aos 49 segundos, se valendo de um vacilo da zaga rival. O Corinthians, porém, se reagrupou rapidamente e virou o jogo num intervalo de seis minutos.

Aos 12, Balbuena empatou depois de escanteio cobrado por Mosquito e desviado por Gil. Aos 18, Yuri Alberto, bem posicionado, aproveitou falha de Daniel no rebote do chute de Róger Guedes, Yuri Alberto e fez o gol da virada. Houve outras chances dos dois lados. Roger Guedes perdeu a mais impressionante delas nos acréscimos da primeira etapa. Maurício acertou a trave de Cássio.

Um treinador conservado, muitas vezes até chamado de retranqueiro, Mano Menezes tornou o Inter mais ofensivo no segundo tempo, até porque não havia outra alternativa na perseguição ao empate. Ele lançou mão de Alan Patrick e a escolha foi acertada.

O meio-campista mudou o panorama da partida. Criativo, melhorou a dinâmica dos gaúchos, que tiveram mais volume de jogo, e, o mais importante, foi decisivo ao anotar o gol de empate com um lindo arremate da entrada da área que morreu no ângulo esquerdo de Cássio.

 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 2 INTER
CORINTHIANS – Cássio; Fagner (Rafael Ramos [Bruno Méndez]), Gil, Balbuena e Fábio Santos; Ramiro (Cantillo), Fausto Vera e Giuliano (Roni); Gustavo Mosquito (Mateus Vital), Róger Guedes e Yuri Alberto. Técnico: Vítor Pereira.
INTER – Daniel; Bustos, Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Johnny (Edenílson), De Pena (Alan Patrick), Mauricio (Pedro Henrique) e Wanderson (Liziero); Alemão (Braian Romero). Técnico: Mano Menezes.
GOLS – Alemão, aos 49 segundos, Balbuena, aos 12, e Yuri Alberto, aos 18 minutos do primeiro tempo; Alan Patrick, aos 22 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Braulio da Silva Machado (Fifa/SC).
CARTÕES AMARELOS – Daniel, De Pena, Balbuena, Cantillo.
RENDA – R$ 2.613.444.
PÚBLICO – 41.748.
LOCAL – Neo Química Arena.

Os comentários estão desativados.