Região:

min

max

Anuncie aqui

São Paulo elimina Atlético-GO nos pênaltis e decide a Sul-Americana após 10 anos

Tricolor enfrentará o Independente del Valle, do Equador, na decisão que será disputada na Argentina

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 09/09/2022 - 0h45)
Compartilhar

Dez anos depois de seu último título internacional, justamente a Copa Sul-Americana, o São Paulo finalmente voltará a disputar uma decisão de título continental. Nesta quinta-feira, no jogo de volta da semifinal do torneio, a equipe conseguiu vencer o Atlético-GO por 2 a 0, gols de Negra Patrick, e levou a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, foi mais eficiente e se garantiu com 4 a 2.

Agora, o São Paulo terá pouco mais de vinte dias para se preparar para a decisão, em jogo único marcado para 1º de outubro contra o Independiente del Valle, do Equador. A partida será disputada no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina.

A partida começou como todo torcedor do São Paulo sonhava. Com muita intensidade, o time do técnico Rogério Ceni não deixou o Atlético-GO respirar nos primeiros minutos e manteve o ritmo muito forte até abrir o placar. O time tocava bem a bola, em velocidade e com os jogadores se movimentando sem parar. Nestor aparecia na área em toda jogada e Luciano dava o primeiro combate logo na saída de bola do Atlético-GO.

Aos quatro minutos, o São Paulo recuperou logo a bola no campo de ataque. Após cruzamento, a defesa goiana afastou mal, Luciano pegou o rebote e chutou forte para o gol. Renan conseguiu espalmar, mas no rebote Patrick apareceu sozinho e tocou para o gol vazio.

O gol fez o Morumbi explodir. Empurrado pela torcida, o São Paulo seguiu amassando o Atlético-GO, que não conseguia sair de seu campo de defesa. Aos 11, Luciano ficou com a sobra na entrada da área, dominou e chutou forte de esquerda, mas Renan espalmou.

Com Pablo Maia no lugar do contundido Gabriel, depois dos 20 minutos, o São Paulo, enfim, diminuiu um pouco o ritmo e o Atlético-GO conseguiu respirar um pouco. Mas mesmo assim, com toques rápidos e muita velocidade pelos lados do campo, a equipe de Ceni seguia criando boas chances e sofrendo com a falta de pontaria – foram ao menos cinco oportunidades desperdiçadas, a maioria pelo argentino Calleri.

Apoiado pela torcida, o São Paulo voltou para o segundo tempo pressionando muito o adversário. O time chegou com muito perigo cinco vezes em dez minutos. Quando a ansiedade já começava a tomar conta do Morumbi, mais uma vez Patrick decidiu. Aos 17 minutos, Alisson recebeu a bola pela direita e cruzou na área – o camisa 3 se antecipou ao lateral Dudu e escorou para o gol, garantindo o placar que levava a decisão para os pênaltis.

O São Paulo ainda teve algumas chances para fazer o terceiro, mas não conseguiu evitar os pênaltis. Nas cobranças, Luciano parou no goleiro Renan, mas Baralhas e Léo Pereira perderam para o Atlético-GO. Reinaldo, Calleri, Igor Vinícius e Galoppo acertaram e colocaram o São Paulo na finalíssima da Copa Sul-Americana, onde o time lutará pelo bicampeonato.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 (4) X (2) 0 ATLÉTICO-GO
SÃO PAULO – Felipe Alves; Igor Vinícius, Diego, Léo e Reinaldo; Gabriel (Pablo Maia), Rodrigo Nestor (Talles), Alisson (Galoppo) e Patrick (Juan); Calleri e Luciano. Técnico: Rogério Ceni.
ATLÉTICO-GO: Renan; Dudu, (Hayner), Wanderson, Klaus e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas, Edson Fernando (Shaylon) e Jorginho (Léo Pereira); Wellington Rato e Churín (Ricardinho). Técnico: Eduardo Baptista.
GOLS – Patrick, aos 4 minutos do primeiro tempo e aos 17 do segundo. Pênaltis convertidos: Reinaldo, Calleri, Igor Vinícius e Galoppo para o São Paulo e Wellington Rato e Shaylon para o Atlético-GO.
ÁRBITRO – Darío Herrera (ARG).
CARTÕES AMARELOS – Wanderson e Jefferson (Atlético-GO).
PÚBLICO – 53.988 pagantes.
RENDA – R$ 5.833.370,00.
LOCAL – Morumbi, em São Paulo.