Região:

min

max

Anuncie aqui

Palmeiras empata com o Fluminense no Maracanã e mantém conforto na liderança

Verdão sai na frente com golaço de bicicleta de Rony, mas sofre o empate ainda no primeiro tempo e mantém vantagem para a equipe carioca

Por Estadão Conteúdo
(Atualizado em 27/08/2022 - 21h29)
Compartilhar

Na terceira vez consecutiva em que enfrentou o segundo colocado do Brasileirão, o Palmeiras manteve a vantagem de oito pontos na liderança. Depois de ganhar do Corinthians e empatar com o Flamengo, a equipe alviverde ficou no 1 a 1 com o Fluminense no Maracanã neste sábado. O empate pode ser considerado um bom placar para o líder do torneio.

Em um jogo de alto nível técnico, intenso e pegado, mas com poucas chances, o Fluminense ficou com a bola e o Palmeiras foi letal e conseguiu seu gol com uma linda bicicleta de Rony. “Vou levar a bola para casa. Foi um gol bonito. Eu dedico para meu filho. Estou muito feliz. Jogo difícil e tive a oportunidade de fazer o gol”, disse o atacante Rony.

CLIQUE AQUI e veja a classificação do Brasileirão

O líder continua como o único invicto fora de casa no torneio. São sete vitórias e cinco empates em 11 partidas longe do Allianz Parque. O Fluminense acumulava seis vitórias seguidas em sua casa.

O time da casa começou impondo seu domínio. Flu sendo Flu, com toque de bola e movimentação.

A agressividade que não resultou em grandes chances. Maduro, o Palmeiras recuou sem cerimônia para marcar no seu campo. Mesmo com o duelo com o Athletico-PR, terça-feira, pela semifinal da Libertadores, Abel escalou os titulares. Não havia passividade no jogo palmeirense. A arapuca do contra-ataque estava armada e funcionou no primeira chance. Aos 7 minutos, Dudu fez boa jogada e cruzou para Rony acertar uma linda bicicleta. Uma obra-prima.

O atacante já havia feito um gol assim pela Libertadores, diante do Cerro Porteño. Dois gols de bicicleta na mesma temporada não é pouca coisa. O gol do Maracanã foi seu 19º na temporada, mas seguramente não foi mais um. O goleiro Weverton colocou as mãos na cabeça, incrédulo.

O gol fez o Fluminense murchar (mesmo que a torcida não parasse de gritar). O time perdeu parte do controle emocional e os erros começaram a aparecer. Nos últimos quatro jogos, o time cedeu nove gols aos rivais após erros na troca de passes. Ontem, em um deles, Manoel salvou a finalização de Rony aos 24.

O Fluminense só se reergueu no final do primeiro tempo. Com dificuldades para entrar na área de Weverton, o Flu usou a bola parada para chegar ao empate. Após ótima cobrança de escanteio de Arias, Manoel empatou. O defensor se destaca no jogo aéreo também no ataque. Foi seu quinto gol pelo alto na temporada.

No segundo tempo, o jogo ficou mais truncado, menos intenso. Goleiros apareceram pouco. As mudanças de Abel Ferreira, tirando Dudu e Rony, deixando o Palmeiras mais lento e previsível. O time quase não finalizou e teve dificuldades para jogar.

Esse comportamento atraiu o time da casa. O final do jogo foi de sofrimento para o líder do Brasileirão. Após jogada individual de Arias, Ganso finalizou com categoria na trave aos 36. Foi a melhor chance do time de Diniz para a virada.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 1 PALMEIRAS

FLUMINENSE – Fábio; Samuel Xavier; Nino (Martinelli), Manoel e Cristiano (Caio Paulista); André, Nonato e Ganso; Matheus Martins (Nathan), Cano (Willian) e Jhon Arias. Técnico: Fernando Diniz.

PALMEIRAS – Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gómez, Murilo e Piquerez; Zé Rafael (Gabriel Menino), Danilo, Scarpa e Veiga (Wesley); Rony (López) e Dudu (Bruno Tabata). Técnico: Abel Ferreira.

GOLS – Rony, aos 7, e Manoel, aos 37 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Braulio Machado (SC).

CARTÕES AMARELOS – Nino e Paulo Henrique Ganso (Fluminense) e Raphael Veiga e Murilo (Palmeiras).

PÚBLICO – 42.278 pagantes.

RENDA – R$ 1.352.619,00.

LOCAL – Maracanã, no Rio (RJ).