Região:

min

max

Anuncie aqui

Rede estadual abre 2,9 mil vagas para professores

Remuneração para 40 horas semanais é entre R$ 7 mil e R$ 5 mil, variando proporcionalmente conforme a jornada de trabalho, que pode ser parcial

Por Redação
(Atualizado em 09/06/2022 - 16h50)
Compartilhar

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) está contratando professores para atuarem nas escolas da rede estadual. A remuneração para 40 horas semanais é entre R$ 5 mil e R$ 7 mil, variando proporcionalmente conforme a jornada de trabalho, que pode ser parcial.

Para as escolas integrais são 1.700 vagas de dedicação exclusiva para uma única unidade, com a maior remuneração. Já para as unidades regulares são 1.200 vagas.

Atualmente, a rede estadual de São Paulo conta com 204 mil professores, 10 mil a mais que no ano passado, atuando em 5,3 mil escolas.

Os interessados devem se cadastrar diretamente em uma das 91 Diretorias de Ensino de todo estado (confira a lista abaixo). A contratação é em regime temporário e tem duração de três anos.

Podem se candidatar:

  • Portadores de diploma de Licenciatura Plena e Curta;
  • Portadores de diploma de bacharelado ou Tecnólogo e alunos de curso superior que possuam 160 horas, nas áreas de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas;
  • Alunos de curso superior que possuam 160 horas, nas áreas de Linguagens, Matemática, Ciências da natureza, ou Ciências Humanas;
  • Portador de curso de nível superior com certificação de especialização em deficiência intelectual, visual, e do transtorno de espectro autista;

Interlocutores habilitados ou qualificados em LIBRAS no Ensino Fundamental e Médio.

Documentos Obrigatórios:

  • RG e CPF, Título de Eleitor, Comprovante de Residência, PIS/PASEP.
  • Documentos de Formação e Escolaridade:
  • Diplomas do Curso de Graduação, para formados até 2020;
  • Certificado de Conclusão de Curso, para formados após 2021;
  • Histórico Escolar do Curso de Graduação;
  • Estudantes = declaração da faculdade e histórico escolar parcial com data atualizada;
  • Certificado de especialização na área de Educação especial (caso essa seja a área pretendida de atuação);
  • Comprovação de habilitação ou qualificação em LIBRAS para atuação no Ensino Fundamental e Médio (caso essa seja a área pretendida de atuação).