Região:

min

max

Anuncie aqui

Pesquisa britânica alerta para alto risco de problemas de saúde em pugs

No estudo foi apontado que os pugs possuem doenças tão graves, que “não podem mais ser considerados um cão típico"

Por Redação
(Atualizado em 20/05/2022 - 12h32)
Compartilhar

Um estudo divulgado pela Royal Veterinary College (RVC), em Londres, sugere que os cachorros pugs enfrentam problemas de saúde consideradas piores do que outras raças no Reino Unido.

As pesquisas foram feitas comparando o estado de saúde de 4.308 pugs e 21.835 de outras raças.

Durante as análises, foi apontado que os pugs possuem doenças tão graves que “não podem mais ser considerados um cão típico do ponto de vista da saúde”.

Comparando com outros cães, eles são 1,9 vezes mais propensos a sofrer um ou mais distúrbios anualmente, informou a RVC.

A recomendação dos pesquisadores aponta para a necessidade de “ação urgente para reduzir a alta taxa de problemas de saúde associados à raça”.

O pug ficou popular nas últimas décadas, com um aumento de cinco vezes nos registros do Kennel Club de 2005 a 2017.

Entre os problemas mais comuns citados na pesquisa estão com a respiração, a pele e as costas.

 

LEIA MAIS: