Região:

min

max

Anuncie aqui

Panela de pressão agiliza cozimento, mas requer cuidados; veja o que não fazer

Tenente do Corpo de Bombeiros dá dicas de segurança para utilizar corretamente o utensílio

Por Redação
(Atualizado em 16/05/2022 - 15h02)
Compartilhar

A panela de pressão é utilizada para acelerar o processo de cozimento dos alimentos. A rigor, em panelas abertas, o processo de cozimento pode demorar muito mais tempo. Isso ocorre porque as panelas de pressão mantém o vapor que circula em temperaturas que podem passar de 100º C. Para que o mecanismo funcione, ela é fechada com uma borracha que veda a tampa, segurando a passagem do ar quente.

Segundo uma empresa de eletrodomésticos, a panela conta com duas válvulas: uma de controle, onde está localizado o pino, e a de segurança. A válvula de controle é aquela que balança e produz chiado quando a panela está com pressão. Já a válvula de segurança é feita de borracha ou plástico e possui, geralmente, cor vermelha. Ela deve estar sempre posicionada para baixo, e saltar quando a pressão da panela está saindo.

Além disso, antes de usar a panela de pressão, veja se está tudo no lugar. É importante, por exemplo, checar se a borracha da tampa não está ressecada ou fora do lugar. Verifique também as válvulas, prestando atenção se a válvula de controle não está entupida e se a válvula de segurança está posicionada para baixo.

De acordo com o tenente Medrado, do Corpo de Bombeiros de Jundiaí, a limpeza da panela e alguns cuidados fazem a diferença no momento de usar o utensílio. “Para utilizar uma panela de pressão corretamente a gente deve seguir as próprias orientações do fabricante, mas, principalmente, não guardar a borracha de vedação da tampa junto com a panela. Sempre tirar, colocar em algum lugar adequado para isso. O nível de água normalmente é usar até a metade para grãos e para outras coisas no máximo dois terços (2/3) do nível de água da panela”, afirma.

“O mais importante é manter a limpeza da válvula, tanto da válvula de segurança quanto do pino de segurança.Digamos que (o pino) está rodando, entupiu, e para que a panela não exploda, o pino de segurança  é acionado. É sempre bom deixar limpos”, recomenda Medrado.

Descompressão

Para a descompressão correta, o momento de tirar a panela do fogo e abrir, novamente é importante ter atenção no que informa o manual do fabricante. “Quando for fazer a descompressão, isso vai depender do fabricante, mas existem duas formas de fazer a descompressão da panela. A primeira é levantar um pouco o pino com uma haste, seria uma descompressão lenta, e a descompressão rápida é utilizar a água fria para baixar a temperatura da panela. Isso é uma observação, depende do fabricante. Precisa olhar com cautela o manual. Há panelas que não podem fazer a descompressão debaixo de água fria”, afirma o bombeiro.

Medrado ainda faz um alerta sobre o vapor, caso a panela já esteja no fogo há muito tempo e ainda a válvula tenha sido acionada. “Pode ser que a pessoa tenha esquecido de colocar água, pode ser que ela tenha encaixado a tampa de uma forma irregular ou que vapor esteja escapando pela borracha desgastada. Então, se colocou no fogo, já está a um certo tempo e não saiu vapor, e um sinal que tem que observar”, conclui.

 

Como escolher uma panela de pressão:

 

Panela de pressão com visor – O visor (de vidro temperado, que suporta altas temperaturas, fortes impactos e choques térmicos) é considerado a inovação mais importante nesta panela. Você não precisa retirar a pressão da panela e abri-la para ver o ponto de cocção (cozimento), não corre o risco de queimar sua preparação e economiza tempo. Além disso, vem acompanhada de uma haste para limpar os orifícios do pino e da válvula de funcionamento.

Panela de pressão elétrica – Proporciona maior segurança que as convencionais por ter controle interno de temperatura com timer inteligente. Você regula o tempo de cozimento e ele só é ativado quando a panela estiver com pressão. Também apresenta tampa com travamento de segurança, recipiente de cozimento removível com revestimento antiaderente, válvula de controle de pressão e de segurança e medidor de volume externo.

Panela de pressão com medidor interno de água – Totalmente feita em aço inox, não solta nenhum resíduo de alumínio nos alimentos. O fundo triplo (aço inox + alumínio + aço inox) distribui o calor uniformemente. Além de seus 5 dispositivos de segurança, a panela vem com recipiente para cozinhar no vapor e com medidor de volume interno, facilitando na hora de colocar algum líquido.

Panela de pressão com descompressão na vertical – A descompressão se dá por meio de uma haste que libera a pressão. Esse sistema exclusivo alivia a pressão de forma rápida e segura. Com sistema de segurança avançado, apresenta válvulas adicionais.

Panela de pressão em aço – Seu regulador rotativo pode ser acionado com uma só mão e possui três níveis de cozimento reguláveis de forma fixa. Poupa até 70% de tempo no preparo dos alimentos, o que resulta em menor consumo de gás. É prático, pois o pegador e as válvulas de segurança são removíveis para facilitar a limpeza. Totalmente desenvolvida com um revolucionário sistema para preservar os nutrientes e o aroma dos alimentos e, assim, prepará-los de forma mais saudável.

Panela de pressão com um clique – Apresenta um sistema avançado de válvula repetitiva (acionada em caso de sobrepressão) e válvula de fluagem, proporcionando maior segurança durante o cozimento, além do cabo com abertura e fechamento em um só clique

Panela de pressão italiana – Em formato ergonômico, seu diferencial está no design, com alças que não esquentam e 3 válvulas de segurança, impedindo sua abertura se houver pressão interna. Além disso, o perfil em forma de “H” da borracha permite maior vedação, facilitando o fechamento da tampa com menos desgaste. O fundo triplo de 5 mm faz com que o alimento cozinhe por completo e em menos tempo.

Panela de pressão comum – Possui sistema de segurança avançado, adicional às válvulas de segurança tradicionais, além de cabo reforçado, presilha metálica do cabo e asa ergonômica.

Panela de pressão polida com fechamento externo – Em alumínio polido de alta qualidade, apresenta válvula múltipla, permitindo selecionar três pressões de cozimento. São cinco sistemas de segurança e fechamento externo, facilitando a limpeza e a retirada de alimentos.

 

Conservação:

 

Após o uso, lave o pino (válvula de segurança) e o peso (pino central que fica na tampa) com água e sabão.

Borracha – A de silicone é mais resistente, mas procure trocá-la um vez ao ano.

Quantidade de água – Nunca ultrapasse 2/3 da capacidade da panela.

 

Manutenção:

 

Válvulas de segurança – Devem ser trocadas em locais autorizados. Caso contrário, são substituídas por borrachas de péssima qualidade, mais duras que as oficiais, bloqueando o “pino vermelho” e podendo levar a uma explosão. Atenção: em locais informais, há ainda a possibilidade de substituírem alguma válvula por parafuso, para “tampar” o “buraco” da válvula, aumentando ainda mais o risco de explosão.

Cabos e alças – No mercado paralelo, esses acessórios não são resistentes, quebram com facilidade e podem causar queimaduras em quem estiver manipulando a panela.

Peso (pino de segurança) – Essa peça é essencial, pois “gerencia” a pressão interna da panela. Quando substituída de forma errada, pode ser mais pesada que o normal. Com isso, a panela vai trabalhar com uma pressão maior que a recomendada, acabando por se desgastar mais rápido e podendo até explodir.

Anel de vedação ou borracha – As borrachas vendidas no mercado paralelo não são de silicone. Além de uma dureza maior, que prejudica a vedação, elas podem conter mistura de materiais e liberar contaminantes nos alimentos.

Os comentários estão desativados.