Região:

min

max

Anuncie aqui

Conheça o Petar, um parque que reúne mais de 350 cavernas, cachoeiras e trilhas

Parque tem inúmeras cavernas, dezenas de cachoeiras, trilhas e muitas atividades na natureza

Por Redação
(Atualizado em 25/07/2022 - 9h37)
Compartilhar

O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (Petar) é uma opção para aproveitar o fim de semana no interior do estado de São Paulo em contato com a natureza.

São mais de 350 cavernas, dezenas de cachoeiras, trilhas, comunidades tradicionais e quilombolas, sítios arqueológicos e paleontológicos. O local fica entre as cidades de Apiaí e Iporanga, no sul do estado.

Em 35 mil hectares de Mata Atlântica preservada, a prática de esportes de aventura é comum, além de atividades de educação ambiental, fotografia e observação da natureza.

Cavernas

São mais de 350 cavernas no PETAR (Foto: Petar Online/Divulgação)
São mais de 350 cavernas no Petar (Foto: Petar Online/Divulgação)

Atualmente, somente 12 cavernas do Petar estão abertas pra visitação e o temmais.com separou as de maior destaque:

  • Caverna de Santana:

Segundo o site oficial do parque, é a caverna mais bonita do local. Possui cerca de oito quilômetros de extensão, mas somente 800 metros são abertos à visitação, com salões magníficos. É muito utilizada para aulas de educação ambiental e para fotografias. Nela estão os Salões das Flores, São Paulo, São Jorge, Takeupa e algumas imagens e curiosidades, como o Buraco do Segredo, Pata do Elefante e Cabeça do Cavalo. Muitos desses salões são de visitação extensiva ou restrita.

  • Caverna do Alambari de Baixo:

Também segundo o site do Petar, esta caverna proporciona uma das experiências mais emocionantes que o visitante pode levar. Sua entrada é gigantesca, com bela vista dos raios solares ao amanhecer. Um rio no seu interior dá a emoção desejada pelos aventureiros.

Cachoeiras

No parque há dezenas de cachoeiras, algumas com mais de 70 metros de altura. Confira as principais:

  •  Cachoeira das Andorinhas:

Com três horas de caminhada para chegar às quedas de água, esta é considerada a mais bonita do local.

 

Cachoeira das Andorinhas (Foto: Petar Online/Divulgação)
Cachoeira das Andorinhas (Foto: Petar Online/Divulgação)

 

  • Cachoeira do Betarizinho ou Beija Flor:

Essa permite que o visitante entre debaixo de sua queda e tem uma bela piscina natural.

Cachoeira do Betarizinho ou Beija Flor (Foto: Petar Online/Divulgação)

Cachoeira do Betarizinho ou Beija Flor (Foto: Petar Online/Divulgação)

Outras atividades

Além das cavernas e cachoeiras, também há rapeis de mais de 130 metros de altura, tirolesas, boia cross, acqua ride, duck, rafting, bike, trekking, escaladas e mergulhos dentro de cavernas, mas apenas para pesquisadores e com as devidas autorizações. Cascading, canyonig, corrida de aventura e espeleo também são opções.

Ingressos

O valor da entrada no parque é de $ 19 para brasileiros, R$ 28 para viajantes do Mercosul e R$ 37 para estrangeiros. Vale meia-entrada para estudantes brasileiros e estrangeiros, e profissionais de educação das escolas da rede pública estadual e municipal.

Para saber os valores dos passeios é necessário entrar em contato com as agências de turismo disponíveis no site oficial.

Os ingressos podem ser adquiridos neste site.

Como chegar

Quem sai da cidade de São Paulo pode seguir pela Rodovia Régis Bittencourt, pela Castello Branco ou pela Raposo Tavares. Mais informações estão no site.